Um trabalho que iniciou a partir de uma denuncia ao Ciosp (190) do 5º Batalhão da Polícia Militar localizado na cidade de Brasiléia, resultou na prisão de três indivíduos considerado perigosos para a sociedade, sendo que um tem dois mandados de prisão em aberto.

O destaque fica para Fagner Diogo Alécio, condenado por homicídio, roubo e foragido do presídio Francisco de Oliveira Conde (FOC), vinha sendo procurado por cerca de três anos. As investigações ainda dão conta do possível envolvimento no roubo dos fuzis ocorrido posto militar Bruno Rácua, localizado na cidade de Porvenir, distante cerca de 37km de Cobija, em agosto de 2018.

Com as informações em mãos, um grupo formado por homens do Grupo de Intervenções Rápida e Ostensiva – GIRO, juntamente com o Grupo Especial de Fronteira (Gefron), se deslocaram para uma propriedade localizada no km 75 da BR 317 (Estrada do Pacífico), com o intuito de capturar o foragido.

Fagner Diogo Alécio, condenado por homicídio, roubo e foragido do presídio Francisco de Oliveira Conde (FOC)

Após verificar na primeira, onde não encontraram ninguém, foram para outra mais dentro da selva. Foi quando cercaram a propriedade e detiveram três pessoas. Além de Fagner Diogo Alécio, mais dois estavam no local sendo que um é foragido do presídio de Villa Busch e o outro está sendo investigado por possível envolvimento em diversos crimes pela fronteira.

No momento da prisão dos que estavam com Fagner, foram encontrados armas; dois revólveres municiados e uma espingarda. Foi informado que ambos estariam planejando delitos pela fronteira e outro que havia saído do local horas antes, também seria foragido do presídio do lado boliviano.

Toda ação aconteceu nas primeiras horas da madrugada deste domingo, dia 8. O trio foi conduzido para a delegacia de Brasiléia, onde foram flagranteados por porte ilegal de armas, associação criminosa e outros delitos, serão conduzidos ao presídio na Capital do Acre, ficando a disposição da Justiça.

 

Comentários