Funcionárias registraram o Boletim de Ocorrência na delegacia da cidade.

Segundo o artigo nº 331 do Código Penal, desacatar funcionário público no exercício da função ou em razão dela continua a ser crime, que pode render penas de detenção, de seis meses a dois anos, ou multa.

Nesta terça-feira, dia 18, funcionárias do hospital Epaminondas Jácome, localizado em Xapuri, registraram queixa contra pessoas que estariam agredindo os profissionais gratuitamente, pelo fato de procurar àquela unidade médica e querer ser atendida de imediato.

Fatos como esses vem sendo registrados diariamente em muitos hospital do Estado, indo parar em delegacias. O registro feito em Xapuri, diz que os profissionais diz que; “…Diariamente estamos sofrendo agressões verbal, ameaças, injúria, difamação e desacato por parte das pessoas que procuram o serviço hospitalar e não esperam por sua vez de atendimento médico”, destacou.

Temendo por suas integridade físicas, resolveram buscar seus direitos e cobrar seguranças, uma vez que estão se sentindo ameaçadas e temendo o pior. O caso será encaminhado ao judiciário local e também, estariam buscando o Ministério Público para que acionem os órgãos competentes para buscar uma solução.

Comentários