Foto: ac24horas/divulgação
Fotomontagem: ac24horas/divulgação

Da redação

As fotos do vereador do Partido Popular Socialista (PPS) da cidade de Epitaciolândia, Carlos Portela, publicada por sitios da capital, onde mostra o edil ‘supostamente’ apalpando os seios de uma mulher, vem gerando polêmica na fronteira.

Existem os críticos que, devido sua postura de oposicionista, não perdoam seu posicionamento diante da quebra do Decoro do parlamentar, já que recebe dividendos públicos e assim, deveria se comportar como tal.

Como também, existem os defensores que, acreditam em uma suposta armadilha política contra o parlamentar, que desejam manchar sua honra diante do trabalho que para estes, seja o melhor para o Município.

Mas, o vereador deve saber que pecou pelo excesso de confiança, mesmo que a mulher seja amiga por mais de 20 anos ou mais. O tal ‘amigo’ que divulgou as fotos, poderia ter tido o bom censo em saber que Portela é uma pessoa pública e destes amigos, lá embaixo tá cheio.

É importante lembrar que ninguém pegou a mão do vereador e forçou a fazer nada. Mas, a brincadeira foi pesada e pagará um preço por ela. A justificativa, se pode dizer que saiu pior que o soneto e pelo conhecimento intelectual do vereador, poderia ser bem melhor.

O Artigo 7º da Câmara, nº III, onde com certeza o vereador deve conhecer bem, fala da suspensão dos seus serviços quando procede de modo incompatível com a dignidade da Casa ou falta com o decoro na sua conduta pública.

Mesmo com o apoio familiar, Portela deverá ter uns dias atribulados e deverá repensar, principalmente num texto de desculpas para a população em geral e os seus eleitores que lhe concedeu um voto de confiança.

Comentários