Inicialmente, Roberto tentou passar que seria uma pessoa comum e que nada havia contra sua pessoa - Foto: Alexandre Lima
Inicialmente, Roberto tentou passar que seria uma pessoa comum e que nada havia contra sua pessoa – Foto: Alexandre Lima
Alexandre Lima

Se encontra detido numa das celas da delegacia de Brasiléia, Roberto Anderson Barreto Xavier (37), natural do estado vizinho de Rondônia, que foi detido por policiais do 10º Batalhão do Alto Acre, na tarde deste domingo, nas proximidade da ponte que liga Brasiléia à Cobija, lado boliviano.

Segundo foi levantado, Roberto já vinha sendo investigado a cerca de dois meses, e estaria morando no lado boliviano. Quando foi abordado, inicialmente se tratava de uma suspeita de que a moto em que estava, seria furtada e foi conduzido à delegacia para averiguação.

Enquanto se fazia um levantamento no sistema nacional de Roberto e da moto, o mesmo demonstrava um comportamento se passando por pessoa honesta e que nada havia contra sua pessoa e que o veículo estava normal.

Após verificarem, foi constatado que havia um mandado de prisão em aberto, onde deveria cumprir 8 anos de reclusão em Rondônia - Foto: Alexandre Lima
Após verificarem, foi constatado que havia um mandado de prisão em aberto, onde deveria cumprir 8 anos de reclusão em Rondônia – Foto: Alexandre Lima

Os policiais averiguaram que a moto estava normal, foi a vez do homem. Foi quando apareceu o motivo do nervosismo de Roberto. Contra sua pessoa, havia um mandado de prisão emitido pela Justiça de Rondônia e que deveria cumprir oito anos de reclusão por envolvimento com tráfico e roubo.

Mesmo diante dos fatos, Roberto tentou passar ao delegado, comandante da PM e policiais, que havia algo de errado e que já havia pago à Justiça de Rondônia. Não convencendo a todos, foi conduzido a uma das celas, onde ficará a disposição da Justiça, que irá analisar seu caso.

Comentários