O Estado participa com 0,02% nas exportações e com 0,002% nas importações brasileiras -e é o 27º no ranking de Estados importadores e exportadores.

Edmilson Ferreira

As importações cresceram 250% no Acre entre janeiro de março de 2019 na comparação com igual período do ano passado porém, ao contrário do esperado em função desse desempenho, o saldo da balança comercial registrou superávit de R$9,13 milhões. Isso se deu principalmente pelo alto volume de exportações no período: R$9,76 milhões em três meses (-17,22% na comparação com o 1º trimestre de 2018).

______________

A exportação de castanha, de longe o fiel da balança comercial do Acre, apresentou queda de 43,7%, prejuízo real de 2,62 milhões de dólares.

______________

O Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio explica que as exportações e importações detalhadas com o critério por Unidade da Federação consideram os Estados de origem e destino declarados do produto.

De toda sorte, a balança comercial é um problema para o Acre. O Estado participa com 0,02% nas exportações e com 0,002% nas importações brasileiras -e é o 27º no ranking de Estados importadores e exportadores.

O Governo do Estado criou na gestão passada o Fórum de Desenvolvimento Econômico do Acre, que pouco tem operado devido principalmente ao limbo gerencial da Agência de Negócios do Acre (Anac).

Comentários