O ex-governador Jorge Viana (PT) abriu mão de recorrer e tentar garantir a “bagatela” de R$ 35 mil, referente à pensão de ex-governador paga no estado acreano. Viana havia recorrido da decisão de suspensão dos pagamentos, assinada pelo juiz Anastácio Oliveira, da 1ª Vara da Fazenda Pública.

Além de Jorge Viana, todos os governadores que tomaram posse após a promulgação da Constituição Federal, em 1988, perderam o direito ao benefício estadual. A decisão de suspender, inicialmente, foi do próprio Acreprevidência. Mas alguns beneficiários foram à Justiça e conseguiram liminar para continuar recebendo.

Segundo informações obtidas pelo portal Notícias da Hora, Jorge Viana resolveu “abrir mão” do processo que garantiria a continuação dos pagamentos. O processo iniciado por Viana questionava a metodologia utilizada pelo Acreprevidência pra cessar os pagamentos aos ex-governadores e pensionistas.

Por João Renato Jácome

Comentários