Conecte-se conosco





Flash

Estado promove capacitação sobre o Programa Criança Feliz em Assis Brasil e Brasileia

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Assistência Social dos Direitos Humanos e de Políticas para Mulheres (SEASDHM) desenvolve, entre os dias 11 a 17 de julho, diversas capacitações sobre o programa Criança Feliz, nas cidades de Assis Brasil e Brasileia.

O objetivo das formações consiste em prestar apoio técnico aos referidos municípios, auxiliar nas orientações para a implantação do programa, realizar o monitoramento administrativo e financeiro das cidades participantes, além de acompanhar a metodologia e a periodicidade das visitas aos beneficiários do Criança Feliz.

Equipe da SEASDHM promoveu supervisões com direito a visitas aos domicílios. Foto Cedida

“O programa tem a finalidade de promover o desenvolvimento integral das crianças na primeira infância, considerando sua família e seu contexto de vida. É coordenado pelo Ministério da Cidadania, que articula ações das políticas de assistência social, saúde, educação, cultura, direitos humanos e direitos da criança e do adolescente, tendo como fundamento o Marco Legal da Primeira Infância”, destaca o secretário interino da SEASDHM, André Crespo.

Atualmente, o Acre conta com a implantação do programa Criança Feliz em 20 municípios. Desde a criação dessa política pública em 2016, foram realizadas visitas a 5.789 crianças, 1.326 grávidas e 5.529 famílias.

“Capacitar os técnicos municipais é aumentar o engajamento dos agentes técnicos, por isso endossamos que as formações permanentes são trabalhos estruturantes que qualificam a atenção às famílias”, destaca a coordenadora Estadual do Programa Primeira Infância e Criança Feliz, Nair Mamed.

Técnicos de Assis Brasil participaram de capacitações sobre o programa Criança Feliz. Foto: Cedida

Na cidade de Assis Brasil, foi realizada uma oficina sobre as caracterizações das famílias, de seus territórios, do desenvolvimento das crianças, entre outras metodologias. Também foi feita uma supervisão com direito a visitas aos domicílios.

“Agradeço a presença das multiplicadoras da SEASDHM pela dedicação em oferecer maior qualificação aos nossos profissionais do Programa Criança Feliz, pois quem ganha com isso é a nossa população,” disse o secretário municipal de Assistência Social, Quedinei Barreto.

Comentários

Em alta