Imagem ilustrativa/internet
Alexandre Lima

O estado desenvolvido que tanto se fala por parte do governador Sebastião Viana, deixou de fora um ponto importante entre a exportação, sustentabilidade, desenvolvimento da indústria, da saúde e quiçá, a melhor segurança do País, mesmo com uma morte por dia, sem falar das tentativas.

Nesta quinta-feira, dia 26, iniciou o encontro entre governadores, cerca de 20, que tem como pauta, a segurança das fronteiras. Teria como convidado de honra, o presidente da república, Michel Temer, que infelizmente teve que mudar sua agenda por motivos de saúde.

Imagina se tivesse vindo? Sua comitiva de assessores e agentes de seguranças deviam estar tentando arrancar os cabelos, sem poder ter comunicação via internet e telefonia, usando apenas os rádios entre si, etc.

A tempos essa situação vem sendo denunciada, mas, nada vem sendo feito com respostas concretas. São promessas de investimentos milionários que não saem do papel e poses em jornais.

Em pleno século 21, mesmo com um representante no Conselho de Comunicação da Anatel, o Estado do Acre não passa de um patinho feio nas mãos de empresas incompetentes que nada sofrem por parte de quem deveria fiscalizar, como Ministério Público, Procon, Judiciário, entre outros órgãos competentes.

A direção Oi, por sua vez, a beira da falência, ainda tenta enganar a população oferecendo planos que não condiz com a realidade, deveria ter vergonha na cara e pedir pra sair de fininho para que se abra portas para empresas comprometidas e se faça investimentos no Acre que é exemplo para o Brasil e o mundo.

Comentários