O programa de universalização do serviço será custeado com 75% de recursos da Conta de Desenvolvimento Energético para extensão da rede convencional e 90% da CDE para as ligações com sistemas de geração distribuída.

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a revisão do plano de universalização rural da Energisa no Estado do Acre, que deverá ser concluída em três anos.

O plano prevê a instalação de 24.074 novas ligações entre 2019 e 2022, das quais 9.276 serão ligações convencionais e 14.798 sistemas de geração para atendimento a consumidores de localidades isoladas.

As novas ligações serão feitas em 22 municípios ainda não universalizados na área rural, com prioridade para escolas, postos de saúde e poços de água comunitários. O programa de universalização do serviço será custeado com 75% de recursos da Conta de Desenvolvimento Energético para extensão da rede convencional e 90% da CDE para as ligações com sistemas de geração distribuída. O restante dos investimentos será feito pela concessionária.

Comentários