Com ac24horas.com

O candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves visitou neste sábado (9) a cidade de Rio Branco. O tucano manteve compromissos com dois candidatos ao governo do Acre. Ele foi recepcionado por Márcio Bittar (PSDB), no aeroporto de Rio Branco e participou de um evento de Tião Bocalom (DEM).

Aécio Neves concedeu uma entrevista coletiva nas Cinco Bocas, na Baixada da Sobral. O candidato abordou diversos temas. Ele falou da construção da ponte sobre o Rio Madeira, o combate ao tráfico de drogas, preservação ambiental, além de suas propostas para o Brasil, destacando o desenvolvimento do Acre.

“A proposta de mudança que defendemos aqui não difere da que defendemos para o resto do Brasil. Queremos que o resgate da eficiência no serviço público e tratamento republicano do governo federal e do governo estadual, dando condições aos municípios de enfrentarem suas dificuldades”, diz Aécio Neves.

O candidato tucano disse que o Acre tem uma realidade própria. Ele promete construir a ponte do Rio Madeira. “Precisamos tirar os compromissos adiados do papel. Quando vencermos as eleições, vamos fazer a ponte sobre o Rio Madeira. Um compromisso que o atual governo não teve competência de fazer”, destaca.

O presidenciável prometeu ainda “criar um eixo que permita a integração da região a partir de Cruzeiro do Sul com o Peru”, para garantir competitividade dos produtos produzidos no Acre, além de garantir a boa convivência da preservação ambiental e o desenvolvimento econômico e social”.

Segundo Neves, “não há nada mais antiambiental do que a miséria. Temos que preservar o bioma da floresta com pesquisas e investimentos nas universidades, para definir as potencialidades com foco na melhoria de qualidade de vida das pessoas”, destaca o tucano que não deixou de alfinetar o PT.

tucano_02

Questionado sobre um declaração do ex-presidente Lula (PT), que teria afirmado que ele mantém uma oligarquia em Minas Gerais, o candidato Aécio Neves foi irônico: “meu esporte preferido em Minas ao longo dos anos, tem sido derrotar o PT e derrotar no primeiro turno”, ressalta.

Para Aécio Neves, o Brasil e o Acre estariam caminhando para o fim de um ciclo. “Não faço política com ataques pessoais. Tenho até uma boa convivência com Jorge Viana, mas existe um sentimento de mudança. É hora de construir um novo projeto político e de desenvolvimento para esta região”.

O tucano disse que, se ele e Bittar forem eleitos, “Márcio contará com um governo que considera esta regia estratégica e saberá estender a mão. Saberá ser o parceiro na busca da retomada do crescimento”. O candidato falou também de seus projetos para combater o tráfico de drogas na fronteira do Acre.

“Há uma omissão criminosa do governo federal com a segurança pública. Temos que ampliar o contingente da PF e ter uma política nacional de segurança, onde o governo assuma as responsabilidades. o tráfico de drogas é um problema da União. Vamos criar o ministério da segurança pública e justiça”.

O presidenciável acredita que o Governo Federal estaria fazendo uma política equivocada de investimentos na segurança. “É preciso impedir que os recursos dos fundos de seguranças sejam contingenciados. Vamos enfrentar a questão de nossas fronteiras com estratégia, inteligência e parcerias”.

Aécio Neves questionou as obras realizadas através do PAC. “O Brasil virou um cemitério de obras inacabadas. As regiões Norte e Nordeste serão prioritárias em investimentos de infraestrutura”. O candidato promete discutir viabilidade de investimentos em ferrovias que teriam menos impacto ao meio ambiente.

Comentários