O deputado federal Alan Rick reuniu-se na quarta-feira, 14, juntamente com o governador Gladson Cameli, secretário de Estado de Educação, Mauro Sergio Cruz; secretária de Assistência Social do Acre, Ana Paula Lima; procurador do Estado em Brasília, Armando Melo; e o presidente do Instituto Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec-AC), Francineudo Costa, com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, em Brasília.

Na oportunidade foi apresentado à ministra os projetos de construção das escolas indígenas para ensino médio no Acre. “As escolas terão um estilo futurista, porém, utilizando materiais típicos da nossa região, como bambu e madeira. A ministra se encantou com a escola, declarou seu apoio e virá para a inauguração do primeiro módulo. Damares também pontuou que o projeto acreano poderá servir de modelo para outros estados”, disse Alan Rick.

Outra pauta debatida na reunião foi situação dos imigrantes venezuelanos no Estado. De acordo com o parlamentar, solicitou-se a ministra a criação de uma força-tarefa interministerial para auxiliar o Acre com a imigração.

“O que queremos é que o governo federal apoie o Estado no que diz respeito a essa questão. O custo com acolhimento, alimentação e destinação dos imigrantes é muito alto. Até hoje o Acre sofre com os gastos gerados com a onda de imigração dos haitianos. Portanto, esse apoio é de fundamental importância para manter o equilíbrio econômico e organizacional do Estado”, falou o deputado.

Damares informou que uma equipe do Ministério já está no Acre realizando diligências sobre a situação dos imigrantes para, posteriormente, dar início a criação da força-tarefa sugerida na reunião.

Comentários