Agência ContilNet

Mesmo depois das declarações do secretário de Direitos Humanos, Nílson Mourão, afirmando que o Acre não tinha mais condições de arcar com despesas dos imigrantes haitianos e de alguns outros países, o Estado acaba de homologar um contrato de mais de R$ 2 milhões com uma agência de viagens que se encarregará do transporte dos estrangeiros.

O valor de 2.078,120 será pago à empresa Solimões Agência de Viagem e Turismo. O termo de homologação publicado no Diário Oficial n° 11.480 é assinado por Gabriel Maia Gelpke, secretário de Estado de Desenvolvimento Social (SEDS).

O governo vai gastar mais de dois milhões de reais para transportar estrangeiros/Foto: Divulgação
O governo vai gastar mais de dois milhões de reais para transportar estrangeiros/Foto: Divulgação

A reportagem entrou em contato com Gabriel Maia para obter mais informações a respeito do contrato, considerado de alto valor, e para saber se esta responsabilidade continuará a ser do Estado do Acre, e foi informada que os recursos foram provenientes do Ministério da Justiça e que a SEDS apenas licitou e realizou a contratação.

“Isto é o deslocamento por ônibus fretados para transporte de imigrantes e com recursos do Ministério da Justiça pactuado com o Estado”, declarou.

Vale lembrar que há anos, o Acre vem gastando vultosas quantias financeiras com a acomodação e o transporte de haitianos. Por não conseguir mais mantê-los no Acre, o governo os tem encaminhado a estados como Rio Grande do Sul e São Paulo, o que garantiu processos judiciais entre representantes do governo paulista e o governador do Acre, Tião Viana (PT).

A secretária de Justiça de São Paulo, Eloísa de Souza Arruda, está sendo processada pelo governador do Acre, Tião Viana, que a acusa de ofensa e reclama danos morais. A secretária censurou o governo acreano pelo envio de mais de 400 haitianos para São Paulo, sem comunicação prévia às autoridades paulistas.

Comentários