Algema ficou presa no pulso esquerdo do homem, que foi encaminhado para a Delegacia de Flagrantes, de acordo com a Polícia Civil.

G1

Um homem, de 20 anos, procurou ajuda dos bombeiros para tirar uma algema com identificação do Instituto Sócio Educativo do Acre (ISE-AC) que estava presa em seu pulso esquerdo. O caso ocorreu neste domingo (24). De acordo com o Boletim de Ocorrência, o homem procurou o Batalhão do Corpo de Bombeiros, no bairro Rui Lino, em Rio Branco, e pediu ajuda dos militares.

Os bombeiros acionaram o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) e a Polícia Militar atendeu o chamado. O homem foi encaminhado para a Delegacia de Flagrantes (Defla) mas, a polícia informou que sem fundamento para o flagrante de receptação, ele acabou sendo liberado.

Ao G1, a Polícia Civil informou que a algema tinha sido furtada em outubro e que a polícia vai apurar como o objeto foi parar com o jovem. O rapaz ainda vai ser intimado para prestar mais esclarecimentos. A polícia informou ainda que não foi encontrado nada contra o homem na Justiça.

Já no local, o homem disse aos policiais que um amigo deu a algema para ele vender, mas ele colocou no braço e acabou com ela presa no pulso esquerdo. O jovem não soube dizer à polícia quem é o amigo que deu a algema para ele.

Os policiais, de acordo com o BO, notaram que o objeto tinha uma identificação do Ise e em seguida, procuraram o instituto para saber se tinha algum registro da algema. Ao fazer uma primeira busca no sistema, um funcionário do instituto disse aos policiais que o objeto não tinha registro com aquela identificação.

Apesar de não ter sido identificada, a Polícia Civil disse que o objeto já foi restituído para o ISE e que o caso vai ser investigado.

Comentários