Em meio a uma enorme crise na segurança do Acre provocada pela desenfreada onda de violência, o governo Bolsonaro cogita desativar as bases da Polícia Federal em Marechal Thaumaturgo e Santa Rosa, dois municípios no interior do Acre localizados na fronteira com o Peru, um dos maiores produtores de coca do mundo.

O governador Gladson Cameli disse semana passada que está tentado impedir em Brasília o fechamento dessas duas bases.

Ao Notícias da Hora, o senador Sérgio Petecão (PSD) reagiu indignado: “Isso é um absurdo. Apesar de funcionar com poucos policiais, mas pelo menos está lá. De uma forma ou de outro chega a inibir os traficantes.”

A falta de segurança nas fronteiras do Acre com o Peru e a Bolívia, os maiores produtores de coca do mundo, é uma das razões do aumento da violência que ceifou centenas de pessoas nos últimos cinco anos nas cidades acreanas.

O Acre virou um corredor próspero para as facções criminosas que aproveitam a falta de policiamento nas fronteiras. Até o momento não há qualquer ação efetiva nas divisas com o Peru e a Bolívia, apenas discursos sobre um eventual plano de segurança nas fronteiras.

Comentários