Conecte-se conosco





Destaque Texto

Eleições 2020: Diretórios do Acre recebem R$ 10 milhões do fundão e PSD de Petecão tem maior “bolada”: R$ 4,9 milhões

Publicado

em

Os diretórios do PTB, PSL, PSC, PCB, PL, PTC, Cidadania, DEM, PMN, PMB, PSDB, Patriotas e PROS não receberam nenhum real até o momento de suas direções nacionais.

O dinheiro vai abastecer as campanhas de prefeitos e vereadores nas eleições municipais deste ano – Foto: ilustrativa

Por Marcos Venicios

Com o início da campanha eleitoral no dia 27 de setembro e do horário eleitoral gratuito no último dia 9, a campanha dos mais 90 candidatos a prefeitos nos 22 municípios do Acre e de mais de 2 mil candidatos vereadores ficaram ainda mais intensificadas, porém, toda essa máquina para girar, é necessário um aporte financeiro considerável para bancar gastos com gasolina, panfletagem, material de campanha, aluguel de comitês e pagamentos de uma série de profissionais.

Para bancar isso, existe o famigerado Fundão, que é a divisão do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões nas eleições de 2020. O dinheiro vai abastecer as campanhas de prefeitos e vereadores nas eleições municipais deste ano.

_____________________

A reportagem fez um levantamento junto ao Sistema do Tribunal Superior Eleitoral que mostra as receitas e despesas de candidatos e diretórios estaduais ligados aos partidos políticos.

_____________________

De acordo com a pesquisa realizada, até esta terça-feira, 13, os diretórios dos 27 partidos instalados no Estado receberam R$ 10,3 milhões de recursos. Da quantidade total de siglas, mais da metade, ou seja, 13 partidos ainda não receberam nenhum real dos recursos públicos.

O partido que recebeu a maior fatia até o momento é o PSD do Senador Sérgio Petecão.

A sigla recebeu R$ 4,9 milhões do diretório nacional do partido em uma única transferência realizada no dia 8 de outubro, que até o momento registrou apenas a entrada no caixa, mas nenhuma despesa.

O segundo partido que mais recebeu recursos no Acre foi o Progressistas da senadora Mailza Gomes e do governador Gladson Cameli, mesmo afastado das atividades. O PP recebeu 2,1 milhões em 12 transferências feitas pelo diretório nacional no último dia 7.

O MDB dos deputados federais Flaviano Melo e Jéssica Sales é a sigla que ocupa a terceira posição até o momento com R$ 821 mil em transferências repassadas pelo diretório nacional entre os dias 8 e 9.

O Solidariedade da deputada federal Vanda Milani recebeu R$ 600 mil do fundão, seguido pelo PV do deputado estadual Pedro Longo com R$ 521 mil e o Podemos com R$ 300 mil. Já o diretório estadual do PSB recebeu R$ 381 mil.

Ainda segundo o levantamento, o PT recebeu R$ 159 mil, o Democracia Cristã 80 mil, o PSOL R$ 172 mil, o PCdoB R$ 102 mil e o avante R$ 88 mil, porém de apenas doações de pessoas físicas.

Os diretórios do PTB, PSL, PSC, PCB, PL, PTC, Cidadania, DEM, PMN, PMB, PSDB, Patriotas e PROS não receberam nenhum real até o momento de suas direções nacionais.

A reportagem apurou que os recursos depositados pela legendas nacionais nas contas dos diretórios não tem ligação com os valores depositados diretamente nas contas dos candidatos.

Os recursos que são depositados na conta do diretório nacional deve ser dividido proporcionalmente em todos os municípios e igualitariamente entre os candidatos com consumo de combustível, material gráfico e produção rádio e TV.

Comentários

Em alta