O deputado Roberto Duarte (MDB), abriu os trabalhos na sessão desta terça-feira, 10, destacando a crise institucional entre a cúpula da segurança do governo do Acre e o senador Sérgio Petecão, que neste final de semana, ao jornalista Luís Carlos Moreira Jorge, do ac24horas, afirmou que tem medo de andar nos bairros por causa da violência. A fala do parlamentar acabou provocando os gestores da segurança pública do Acre, que repudiaram o comentário por meio de nota, afirmando que o senador jamais encaminhou uma emenda parlamentar para a pasta da segurança combater a violência.

Em sua fala, Duarte criticou o peso das medidas da cúpula da segurança como exageradas e simulou ligações telefônicas com base no comentário do senador. “Alô é da pizzaria eu gostaria de uma pizza aqui na cidade do povo. Ah vocês não entregam porque aqui é violento, né?”, alfinetou.

“Essa é a situação do Estado do Acre. Essa violência que toma conta do Estado do Acre. Infelizmente estamos amedrontados de andar nos bairros. Isso não aflige apenas o senador, mas toda a população do Estado do Acre”, enfatizou.

“E o assalto que houve no açougue lá no Manoel Julião enquanto toda a segurança pública estava redigindo uma nota por causa das palavras do senador. Estavam reprimindo uma fala do representante do povo. Quem sabe se toda a cúpula da Segurança ao vez de fazer uma nota em conjunto, estivesse nos bairros, talvez lá no Julião, teria evitado, a tentativa de assalto frustrada pela própria população que não aguentando mais, está reagindo a violência”, criticou.

O parlamentar lembrou que os tempos em que deputados “eram tolhidos de falar, já passou”. “Hoje nós fizemos a mudança para acabar com isso. Nós estamos vendo que a situação está ficando muito pior”, argumento o parlamentar.

Comentários