Condenados_300Os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) condenaram na sessão realizada na manhã desta quinta-feira dois ex-gestores ao pagamento de multas e a devoluções de mais de R$ 44 mil por falhas contábeis e pela falta de comprovação da existência de recursos nas contas nos órgãos administrados por eles.

A primeira prestação de contas considerada irregular foi a do Instituto de Desenvolvimento da Educação Profissional Dom Moacir Grechi, referente a 2010, quando era administrada por Irailton de Lima Sousa. Neste caso, o ex-presidente não apresentou extratos bancários e a conciliação bancária, o que impediu a comprovação da existência de recursos deixados para o ano seguinte.

Por causa da falha, o ex-gestor foi condenado a devolver todo o dinheiro não comprovado, que chega a um total de R$ 33.194,90, além de pagar uma multa de R$ 7.140.

O mesmo problema foi detectado na prestação de contas da prefeitura de Porto Walter, durante o exercício de 2009, com isso os conselheiros decidiram determinar que o ex-prefeito Neuzari Correia Pinheiro devolva R$ 411,36, saldo que não foi comprovado.

Neuzari Correia Pinheiro ainda foi multado em 10% do valor da devolução e em R$ 3.570 pela falha contábil e por deixar de apresentar a lei que fixou os salários dos agentes políticos.

Comentários