O final de semana está chegando e com ele vem o feriadão. Se você está penando em viajar e levar o seu animal de estimação, o Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC) explica como transportar cachorros de forma segura e correta no carro.

Animal deve ser transportado com equipamentos de segurança para viagens longas e curtas Foto: Ana Flávia Soares.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) permite o transporte de animais, mas com algumas medidas para assegurar a proteção.

“Para viagens longas ou até  mesmo  para deslocamentos dentro da cidade, o cachorro não pode ser transportado de forma solta dentro do carro, pois ele pode causar um acidente ao distrair o dono ou sofrer alguma queda e se machucar. O bichinho deve ser transportado com cinto de segurança próprio para cachorro, na caixa de transporte ou na cadeirinha própria”, explica a médica veterinária, Micheline Dantas.

No Art. 252 do CTB está determinado que dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas é uma infração média.  Já no Art. 235 diz que conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados é uma infração grave. Nos dois casos a penalidade é aplicação de multas.

Como outros acreanos, a estudante Ananda Soares vai viajar de carro para fronteira. Preocupada com a segurança do seu pet, ela buscou todas orientações de como realizar o transporte. “Comprei o cinto e a cadeirinha, é uma forma segura e confortável para levar a minha cachorrinha”, afirma.

Comentários