Blog do Evandro Cordeiro.

Deputados estaduais que apoiavam o governo Tião Viana (PT), que mantinha cerca de 4 mil cargos, segundo o deputado Luiz Tchê (PDT), foram os que mais chiaram com os novos 450 cargos da reforma.

Entre estes, o deputado Jenilson Leite (PCdoB) é o mais bravo. Edvaldo Magalhães, que trabalhava com número recorde se comissionados no Depasa também se levantou contra os 1.400 que o governador Gladson Cameli (Progressistas) quer estabelecer porque viu que com apenas 900, como queria governar, não é possível.

O deputado Cadmiel Bonfim (PSDB) achou o comportamento deles engraçado. “São uns piadistas”, disse agora ao Blog do Evandro Cordeiro.

Comentários