Jairo foi avisado de que o crime organizado teria decidido dentro do presídio que atacariam sua casa

O deputado Jairo Carvalho denunciou nesta quinta-feira (8) na Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac) as ameaças recebidas proferida por membros do crime organizado contra ele e à sua família. A ordem de atacar a casa do deputado veio de dentro dos presídios. O parlamentar já ampliou a segurança na casa dele por conta das ameaças.

O deputado revelou ainda ter tido contato com o presidente da Associação dos Militares do Acre (AME), Joelson Dias, que denunciou a falta de equipamento e condições de trabalho para os policiais militares.

Jairo destacou que a situação está muito além do tolerável, pois quando as ameaças são proferidas aos representantes do povo mostram a quebra de tudo que a figura do Estado representa.

Além disso, o deputado disse que procurou o secretário de segurança para denunciar as ameaças e que também comunicou ao presidente da Aleac, Ney Amorim.

“Eu já contratei segurança especializada, pus cerca elétrica, grades e concertina, aquele arame com lâminas, além de ter instalado câmeras em todos os pontos da casa. Eu posso fazer isso. Mas o restante da população? Com fica?”, cobrou o deputado.

Deputado providenciou diversas medidas de segurança para sua residência /Foto: ContilNet
Deputado providenciou diversas medidas de segurança para sua residência /Foto: ContilNet

PM sem condições de trabalho

Segundo Jairo, em reunião com o presidente da AME, sargento Joelson, ele esclareceu aos deputados a difícil situação por que passa a PM. Segundo o deputado, o representante afirmou que a maioria dos coletes balísticos (à prova de balas) estão vencidos, expondo a vida dos policiais.

Joelson teria reafirmado ainda a falta de rádio, manutenção e combustível, com os carros parando no meio das ruas.

“Se os policiais pedem socorro a quem está indo a eles pedir socorro, como fica a maioria da população do Acre?”, questionou Jairo.

Comentários