Segundo o parlamentar, as demissões terão início agora, no final do mês de outubro

O deputado eleito pelo Partido Verde (PV) no Acre, Fagner Calegário, denunciou na manhã desta terça-feira (23), que os empresários do setor dos terceirizados pretendem demitir cerca de 2 mil funcionários até o final do mês de outubro. Ainda de acordo com Calegário, até o final de dezembro, serão 5 mil mães e pais de famílias sem emprego.

Segundo o deputado, os contratos do estado com os empresários não estão sendo renovados e, para piorar, o governo não vem pagando em dia pelos serviços prestados, o que acarreta medidas de contenção de despesas e, consequentemente, o único caminho é a demissão em massa.

Fagner Calegário/Foto: reprodução

“Os trabalhadores terceirizados estão numa verdadeira corda bamba. Ninguém tem segurança de nada. Sem contar os frequentes atrasos dos pagamentos pelo governo, obrigando os empresários a recorrer à instituições bancárias para honrar com o salário dos trabalhadores”, lamenta o parlamentar eleito.

Fagner Calegário disse também que esteve reunido com a categoria e discutiu possíveis soluções para o assunto, tendo em vista que a dívida do governo com o setor dos terceirizados já ultrapassa os R$ 10 milhões somente em pagamentos de salários atrasados.

Comentários