Em Brasiléia, moradores foram fotografados carregando água em baldes para poder tomar banho – Foto: Cedida

Durante o dia desta terça-feira, dia 6, o Depasa do município de Brasiléia recebeu e trocou a peça que danificou na bomba de captação da água do Rio Acre. Como já foi comunicado anteriormente, a quase duas semanas, o abastecimento na cidade quase que parou por completo.

O motivo inicial, seria a falta dos produtos que realizam a limpeza da água para que os munícipes possam receber adequadamente em suas residências. As reclamações foram aumentando sem que o órgão na capital, tomasse uma iniciativa para o saneamento do problema.

No início desta semana, a situação piorou quando uma peça quebrou. Órgãos públicos como creche, condomínios, residências e empresas começaram a sentir o problema sem o líquido nas caixas d’águas. Para alguns, a solução foi buscar o serviço particular de caminhões pipas que tiveram de pagar cerca de R$ 50 reais por 1000 litros.

Quem tem condições, está comprando água de carros pipas – Foto: Cedida

Por parte da Prefeitura, tiveram que realizar uma frente de trabalho especial para abastecer setores essenciais, como escolas e postos de saúde. Para algumas empresas particulares, como hotéis e padarias, caso o serviço não se estabeleça, poderão parar pela falta.

Momento em que a peça nova chegou para ser trocada na bomba de captação no rio Acre – Foto: Cedida

Segundo o gerente do Depasa em Brasiléia, teria conseguido produto para tratar água apenas por um dia. Caso não chegue da Capital nas próximas horas, o prejuízo poderá ser muito maior aos moradores.

Por e-mail, o Depasa da Capital enviou uma nota de esclarecimento assinada pelo Diretor presidente, o ex-deputado Moisés Diniz, onde apenas fala da peça danificada que foi trocada, mas, não fala sobre o produto químico. Veja a nota.


Nota de Esclarecimento

O Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) esclarece que suas equipes estão empenhadas em restabelecer a distribuição de água no município de Brasileia.

O problema pontual decorre de uma falha na bomba de captação de água, cuja substituição já foi iniciada e deve entrar em pleno funcionamento ainda nesta quarta-feira, 7.

Contudo, visando garantir que a população tenha acesso à água potável, principalmente em locais com serviços emergenciais como hospitais e escolas, caminhões-pipa estão fazendo o abastecimento da cidade.

Moisés Diniz

Diretor-presidente do Depasa

Veja vídeo abaixo com Almir Andrade.

Comentários