Conecte-se conosco

Cotidiano

“Democracia é jogo difícil de ser jogado”, diz Toffoli

Publicado

em

O presidente da República em exercício, Dias Toffoli, durante entrevista exclusiva à jornalista Roseann Kennedy, da TV Brasil.

Em entrevista exclusiva, ele destaca que não há risco de ruptura

No comando do Supremo Tribunal Federal (STF) há 12 dias e pela primeira vez no exercício da Presidência da República, Dias Toffoli disse hoje (25) que o Brasil não corre qualquer risco de ruptura democrática. Às vésperas das eleições de outubro, Toffoli afirmou, em entrevista exclusiva à jornalista Roseann Kennedy, da TV Brasil, que a democracia é “um jogo difícil de ser jogado”.

“A maioria da população opina, vota e torna seus ideais e seus desejos realidade ao ir a urna”, disse. “É a democracia plural. Ao ser plural, evidentemente que há embates, há confrontos, mas esta é a grande via que constrói uma nação de verdade. É a nação democraticamente realizada através das diferenças”, completou. Para o magistrado, mesmo sendo desafiador, este é o melhor sistema político a ser seguido e preservado. “O outro caminho não é o melhor melhor caminho; o melhor caminho é realmente a democracia, é o voto popular. E [deve-se] respeitar aquele que for o ungido pelas urnas.”

Na entrevista, que vai ao ar nesta terça-feira, às 20h55, pela TV Brasil, o ministro considerou os embates naturais e rechaçou questionamentos sobre a credibilidade do sistema eleitoral e a segurança das urnas. Toffoli assegurou que o processo brasileiro, em funcionamento desde 1996, é legítimo. “As urnas são seguras”, afirmou, ao acrescentar que a segurança dos equipamentos foi reiterada recentemente por uma comissão da Organização dos Estados Americanos (OEA).

Ele também negou que o ataque ao presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), esfaqueado em ato público há duas semanas em Juiz Fora (MG), possa comprometer a legitimidade do pleito. “É um fato absolutamente deplorável  [o ataque a Bolsonaro], mas isso não interfere na legitimidade das eleições nem no jogo democrático. A população está acompanhando, o eleitor está tendo esclarecimentos, as instituições estão agindo e há investigações ocorrendo”, completou.

Teto não vinculante

Um dos defensores do fim do “efeito cascata” da vinculação dos vencimentos do STF ao teto salarial do funcionalismo público de todas as esferas, Toffoli quer que haja diálogo com o Congresso e a Presidência da República para que se revise o assunto. Segundo ele, os ministros da Corte não recebem um reajuste, “mas sim uma recomposição da perda da inflação, assim como é feito anualmente na revisão do salário mínimo”.

“No momento em que o teto passa ser a remuneração dos ministros do STF, ao aumentar esse teto, se diz que há um efeito cascata. Na verdade, somos 11 [ministros], somente 11, e a recomposição das perdas da inflação relativamente a 11 não gera todo esse valor que se diz que gera de impacto no Orçamento ou de impacto na sociedade, no ponto de vista de custo econômico”, disse. “Por isso, é importante que esse teto deixe de ser vinculante para todo o funcionalismo público brasileiro”, concluiu.

“Estamos no piso, e outros estão ultrapassando o teto. Precisamos corrigir isso”, criticou, ao lembrar que os ministros do Supremo não têm auxílio-moradia nem abonos. Toffoli destacou que o Supremo impediu há dois anos que qualquer funcionário público continue a receber acima do teto, por qualquer razão, mesmo que tenha sido amparado por decisão judicial. Ele disse ainda que está “feliz” por ver numa campanha eleitoral “a sociedade debatendo o papel da Suprema Corte”, mas não quis opinar sobre propostas de mudanças à composição e aos critérios de escolha dos ministros do STF.

Nessa primeira entrevista à televisão desde que está no comando do Supremo e no exercício da Presidência da República, Toffoli comentou ainda sobre 30 anos da Constituição de 1988, que considerou um grande avanço para o país, e opinou também sobre as políticas públicas hoje em discussão no STF, como aborto e descriminalização das drogas. Ele defendeu o papel das instituições brasileiras no combate à corrupção, ao destacar que foram os políticos do Congresso Nacional quem aprovaram as leis que permitem hoje punição aos corruptos.

Comentários


Cotidiano

Harry Kane desencanta, Inglaterra bate Senegal e avança às quartas

Publicado

em

OGol

O primeiro tempo não foi fácil, mas a Inglaterra não deu chance para o azar e estará nas quartas de final da Copa do Mundo. Os ingleses venceram Senegal por 3 a 0 em grandes atuações de Phil Foden, Jude Bellingham e Harry Kane e garantiram vaga na próxima fase do mundial.

A Inglaterra enfrentará a França no próximo sábado, às 16h. As duas seleções definiram um semifinalista do lado oposto ao de Brasil e Argentina no chaveamento; Portugal e Espanha, que jogam no domingo, podem estar no caminho das seleções.

Inglaterra é fatal nos momentos finais

O jogo começou com o cenário que já era esperado: a Inglaterra tentava tomar a iniciativa e comandava a posse de bola, enquanto Senegal buscava fechar espaços a ativar seus jogadores de frente em contra-ataque. Os primeiros minutos foram de muita cautela por ambas as equipes, com os ingleses marcando muito forte a saída de bola da seleção africana.

Quando parecia que a Inglaterra começaria a ser mais efetiva e agressiva, o jogo continuou muito lento, sem os ingleses conseguirem agredir o adversário no terço final. Senegal, por sua vez, seguia contida preocupando-se mais em se defender. Em tiro de canto, Foden fez levantamento na área e Stones desviou de cabeça, mas a bola passou por cima do gol.

O primeiro contra-ataque de Senegal quase foi fatal. Maguire saiu jogando errado, os senegaleses aceleraram a jogada e Sarr quase abriu o placar em finalização na grande área. John Stones apareceu bem para bloquear o chute – sem pênalti por toque de mão, apesar de pedido dos africanos. Pouco depois, mais uma chance: Dia recebe na esquerda da área e bateu cruzado, mas Pickford salvou a Inglaterra.

Nos minutos finais, Senegal tentou aproveitar o momento para seguir em cima, mas o futebol fez das suas: aos 40 minutos, Harry Kane achou Bellingham na esquerda do ataque e o meia de 19 anos ajeitou para Henderson chegar batendo de primeira com o gol praticamente vazio. 1 a 0 para a Inglaterra na primeira finalização certa dos comandados de Southgate na partida. Nos acréscimos, ainda deu tempo de Bellingham participar muito bem mais uma vez acionando Foden em contra-ataque. O atacante do City não foi egoísta e ajeitou para Harry Kane enfim marcar o seu primeiro no mundial: 2 a 0 para os ingleses.

Classificação com um toque de Phil Foden

Para o segundo tempo, a seleção senegalesa voltou com três modificações, todas do meio para frente. No entanto, a Inglaterra seguiu marcando em cima e sendo protagonista da maioria das ações ofensivas do jogo. Aos nove minutos, Kane serviu Saka e o atacante tentou chute de pé direito, mas não pegou muito bem na bola e finalizou para fora.

A Inglaterra estava muito confortável em campo e o terceiro gol parecia questão de tempo e eficiência. Aos 13 minutos, Foden apareceu muito bem mais uma vez e deu sua segunda assistência na partida: cruzou por baixo para Saka completar de primeira na área e deixar os ingleses com um pé nas quartas de final. 3 a 0.

Com uma vantagem tão larga, naturalmente o ritmo da partida diminuiu e as chances de gols foram ficando escassas. Senegal chegou a levar perigo em cobrança de falta de Sarr, mas a bola passou à esquerda do gol de Pickford. Southgate passou a utilizar suas alterações para descansar alguns titulares, já visando o grande jogo de sábado.

Comentários


Continue lendo

Cotidiano

Diretoria do Humaitá fecha a contratação de Felipinho

Publicado

em

FOTO Jhon Silva: Felipinho é um atleta de confiança da comissão técnica

phdesporteclube

Mais um pedido do técnico Álvaro Miguéis foi atendido pela diretoria do Humaitá. O meia Felipinho é mais uma contratação para a temporada 2023, quando o Tourão irá disputar o Campeonato Estadual, as Copas Verde e do Brasil e o Campeonato Brasileiro da Série D.

Início da preparação

Os dirigentes do Humaitá devem confirmar nesta semana o início da preparação. O Tourão terá um primeiro semestre com três competições e por isso a pré-temporada será fundamental para os treinamentos e montagem da equipe

Treinador confiante

Álvaro Miguéis deve ter no Humaitá a base vitoriosa das campanhas no Atlético. O treinador demonstra confiança para ganhar o bicampeonato acreano e realizar grandes campanhas em nível nacional.

Comentários


Continue lendo

Cotidiano

Alifi acerta com Rio Branco e ganha grande oportunidade

Publicado

em

FOTO: Alifi jogou a Copa Verde pelo Estrelão e seguirá no elenco em 2023

PHDEsporteClube

O meia Alifi, ex-Adesg, vai jogar o Campeonato Estadual 2023 pelo Rio Branco. A contratação foi confirmada neste fim de semana e é o terceiro atleta anunciado pela diretoria do Mais Querido.

Semana importante

O Rio Branco vai viver uma semana importante com relação a definição da próxima temporada.

O presidente Valdemar Neto deve se reunir com o técnico Ulisses Torres para fechar o planejamento.

Reforços importados

Valdemar Neto avalia a possibilidade de realizar 11 contratações fora do estado visando o Estadual. Chegar nas finais do acreano é fundamental para garantir calendário nacional em 2024.

Comentários


Continue lendo

Em alta