Conecte-se conosco

Brasil

De 5 ladrões condenados pelo maior roubo a banco no Brasil só um está preso

Publicado

em

Jóias roubadas do assalto ao banco Itaú em São Paulo há dez anos
Imagem: Divulgação

Dos cinco ladrões condenados a 18 anos e oito meses pelo maior roubo da história do País, estimado em até R$ 500 milhões entre joias, pedras preciosas e moedas estrangeiras levados do Banco Itaú da avenida Paulista, em agosto de 2011, só um está preso e em regime semiaberto.

Segundo investigações da Polícia Civil, com as ajudas de um vigilante e de um funcionário da empresa responsável pelo alarme da agência, os assaltantes ficaram 10 horas no banco e arrombaram 161 cofres de clientes. As vítimas são de classe alta.

João Paulo dos Santos, 43, cumpre pena no CPP (Centro de Progressão Penitenciária de Valparaíso). O advogado dele, Alex Galanti Nilsen, disse que o cliente tem bom comportamento, trabalha e estuda na prisão e vai ser beneficiado com o regime aberto em março do ano que vem.

A pena de Santos vence em 29 de junho de 2035. Documento do Ministério Público Estadual de 24 de novembro de 2020 diz que o preso já atingiu o lapso temporal para a progressão do regime aberto, mas adverte que o pedido deve ser analisado de forma mais criteriosa.

Santos foi condenado pelo roubo ao Itaú em outubro de 2013. Ele recorreu, e em 29 de setembro de 2016 a Justiça o autorizou a aguardar em liberdade a apelação. Mas em 16 de outubro de 2018 foi preso usando documento falso e recebeu uma pena de mais dois anos e meio.

Vigia teve morte natural

O vigilante Nivaldo Francisco de Souza, acusado de facilitar a entrada dos ladrões no banco, não ficou sete anos preso. Ele foi detido em novembro de 2011 e, segundo a SAP (Secretaria Estadual da Administração Penitenciária) morreu aos 54 anos, de causa natural, fora da prisão, em 26 de abril de 2018.

O operador de segurança Cléber da Silva Pereira, 35, concorreu, segundo as investigações, para que os alarmes fossem desligados na área de acesso aos cofres. A SAP informou que ele saiu em liberdade condicional do CPP de São José do Rio Preto em 11 de novembro de 2019.

Dono de uma loja de autopeças à época do roubo, Alessandro Fernandes, 48, especialista no uso de maçaricos, providenciou as ferramentas para arrombar os cofres e, junto com o comparsa João Paulo, aliciou o vigilante Nivaldo Souza a participar do crime.

Alessandro Fernandes deixou o CPP de Mongaguá em 7 de outubro de 2016 graças a um habeas corpus.

O quinto condenado, Francisco Rodrigues dos Santos, 55, o Chico, filmado por câmeras de segurança dentro do banco no dia do roubo, não foi preso até hoje.

A SAP informou que Chico é egresso do CDP (Centro de Detenção Provisória) de Vila Independência desde 17 de abril de 2008. No BNMP (Banco Nacional de Mandados de Prisão) consta que ele é procurado desde 25 de outubro de 2013, quando foi condenado pelo roubo ao Itaú.

Joias roubadas do assalto ao banco Itaú em São Paulo Imagem: Divulgação

Mais de cem vítimas

O Poder Judiciário classificou o roubo ao Itaú como o “mais ousado assalto a banco da história do Brasil.

Na sentença de condenação dos réus, o juiz Rafael Henrique Janela Tamai Rocha, da 4ª Vara Criminal, escreveu que “foi o maior crime patrimonial contra instituições financeiras do país”.

Dos 161 cofres arrombados, em 142 havia joias, metais preciosos, canetas e relógios de ouro, dólares, euros e documentos. Pelas estimativas do magistrado, os ladrões levaram de R$ 250 milhões a R$ 500 milhões em bens dos clientes.

Muitas vítimas não prestaram queixa porque não haviam declarado os bens. A Polícia Civil informou na ocasião que famílias tradicionais de São Paulo, como a do ex-governador Paulo Maluf, tiveram os pertences roubados.

Uma empresária procurou a polícia para registrar o boletim de ocorrência e revelou que do cofre dela foram roubados 1.255 joias, moedas de ouro, pedras preciosas e relógios. De outra correntista, os ladrões levaram 1.360 peças de joias e de pedras preciosas.

Comentários

Brasil

Eleitores de seis cidades voltaram às urnas hoje

Publicado

em

Eleitores de seis cidades voltaram às urnas hoje (27) para eleger prefeitos e vice-prefeitos. O pleito abrange os municípios de Tanabi (SP), Pedro Velho (RN), Canguaretama (RN), Maraial (PE), Ibitirama (ES) e Maiquinique (BA).
A votação segue até as 17h. Os eleitores devem apresentar título eleitoral físico ou digital e um documento oficial com foto, como RG, CNH ou passaporte.  

As eleições suplementares ocorrem quando há a anulação de mais da metade dos votos concedidos ao candidato – no caso, prefeito. A anulação é determinada por decisão da Justiça Eleitoral que negou o registro de candidatura ou cassou o diploma ou o mandato de político já eleitos.

Comentários

Continue lendo

Brasil

Descoberto na China 5 novos vírus em morcegos com potencial de infectar humanos, diz estudo

Publicado

em

Um dos novos vírus encontrados têm semelhanças com o famoso SARS-CoV-2 — coronavírus causador da Covid-19. Os cientistas rotulam os 5 encontrados como “preocupantes”

As informações divulgadas são do jornal britânico The Telegraph. As análises são de um estudo australiano que pesquisou 149 morcegos na província de Yunnan, cidade que faz fronteira com Laos e Mianmar.

Ao total, foram identificados 5 vírus “provavelmente patogênicos para humanos ou gados”. Entre os encontrados está um tipo de coronavírus com semelhanças importantes simultaneamente ao SARS-CoV-2 (causador da Covid-19) e o vírus da SARS — Síndrome Respiratória Aguda Grave.

“Isso significa que vírus semelhantes ao SARS-CoV-2 ainda estão circulando em morcegos chineses e continuam representando um risco de emergência sanitária”, afirma o professor Eddie Holmes, biólogo e virologista da Universidade de Sydney, coautor do estudo.

A pesquisa, pré-publicada na última quarta-feira (23/11) na BioRXiv, deverá passar por revisão de outros cientistas antes da publicação final.

O estudo mostrou que os morcegos são fontes naturais de constantes reinfecções simultâneas de diversos vírus — mostrando o potencial destes animais em abrigar microrganismos que podem trocar material genético, formando novos tipos de vírus.  

“A principal mensagem para levar para casa é que os morcegos podem abrigar uma infinidade de diferentes espécies de vírus, ocasionalmente hospedando-os ao mesmo tempo”, disse o professor Jonathan Ball, virologista da Universidade de Nottingham.

“Essas coinfecções, especialmente com vírus relacionados como o coronavírus, dão aos vírus a oportunidade de trocarem informações genéticas críticas, dando origem naturalmente a novas variantes”, disse.

Ainda segundo o jornal The Telegraph, mais de 400.000 pessoas são infectadas anualmente por diversos vírus transmitidos de morcegos no sul da China e outros países do sudeste asiático, de acordo com as estimativas mais atuais.

Dos 5 encontrados, o vírus BtSY2 é o que causa mais preocupação, por apresentar, ao mesmo tempo, características dos vírus causadores da Covid-19 e da SARS. A SARS matou 774 pessoas em um surto em 2003 onde 8.000 foram infectados.

O vírus BtSY2 possui os mesmos receptores de ligação da proteína spike do coronavírus. Estes receptores podem, facilmente, se ligar às células humanas. Isso é um forte fator sugestivo de que este vírus pode ter o mesmo potencial de nos infectar.

A pesquisa atual não explica como o vírus da Covid-19 “saltou” dos morcegos para humanos, mas também não exclui a possibilidade de vazamento de algum laboratório. Os estudos são importantes para acompanhar como o vírus da Covid-19 evolui nos morcegos e seu potencial de causar novas infecções futuras.

Fonte(s): The Telegraph / BioRxiv Imagem de Capa: Divulgação / NIAID

Comentários

Continue lendo

Brasil

Mega-Sena, concurso 2.543: prêmio acumula e deve chegar a R$ 65 milhões

Publicado

em

O sorteio do concurso 2.543 da Mega-Sena foi realizado na noite deste sábado (26) em São Paulo. O prêmio acumulou e deve chegar a 65 milhões de reais na próxima quarta (30).

Veja as dezenas sorteadas: 02 – 05 – 27 – 30 – 46 – 53.

Ninguém acertou as seis dezenas. Já 138 apostadores acertaram a quina e levam 29.679 reais cada. A quadra foi dividida entre 7.475 apostadores, que levam 782 reais cada.

O próximo sorteio, 2544, será realizado na próxima quarta-feira (30).

Comentários

Continue lendo

Em alta