Claudenir Cardoso invadiu a casa da amiga da ex e rasgou roupas e quebrou os pertences da vítima — Foto: Arquivo
Por Aline Nascimento

A cuidadora de idosos Wiliane Cristrina, de 34 anos, registrou o sexto boletim de ocorrência e pediu mais uma vez uma medida protetiva contra o ex-marido, Claudenir Oliveira Cardoso. Separada há dois meses dele, Wiliane diz que Cardoso a persegue e até faz ameaças de morte por não aceitar o fim do casamento de 17 anos.

Na terça-feira (28), o homem teria invadido a casa de uma amiga de Wiliane, onde ela estava morando, em Rio Branco, e cortou as roupas, maquiagem, bolsa e outros pertences da ex-mulher. Ao sair da residência, o suspeito teria afirmado mataria a ex-mulher.

Os moradores da casa registraram a invasão. Nas imagens, o homem aparece com um facão nas mãos cortando peça por peça de roupa da ex-mulher. A cena foi assistida pela filha de 7 anos do casal e outras crianças da casa.

Assustada, Wiliane registrou novamente um boletim de ocorrência contra o suspeito na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) e pediu a terceira medida protetiva contra o ex.

“Não aceita o não. Já falei que não amo mais porque sempre me maltratou, me fez sofrer e meus filhos. Vai perturbar na casa da minha mãe, que é idosa, faz escândalo e minha vida está virada enquanto esse cara não for preso ou colocar na cabeça dele que não quero mais, ou vai me matar. Ontem [terça,28], invadiu a casa da minha amiga, saiu abrindo as coisas dela e cortou as minhas roupas. Não estava em casa, graças a Deus, porque disse que ia me matar”, contou a cuidadora de idosos.

Polícia faz buscas

A delegada da Deam Elenice Frezz confirmou que Wiliane esteve na delegacia, registrou uma nova ocorrência contra o ex-marido e pediu novamente uma medida protetiva. A polícia faz buscas pelo suspeito, mas até a tarde desta quarta (29) ele não foi preso.

“Foi aberto um novo inquérito referente a essa situação. Pediu renovação de medida e, inclusive, um dos crimes é a quebra da medida protetiva. Fizemos buscamos por ele, mas não foi localizado”, complementou.

A reportagem tentou contato com Claudenir Cardoso por telefone, mas não obteve sucesso até a última atualização desta matéria.

Perseguição

Ainda segundo Wiliane, o ex-marido sempre foi agressivo durante o tempo em que estiveram juntos. Ela explicou que se separou dele diversas vezes ao longo dos 17 anos de casamento, mas reatava o casamento porque Cardoso prometia mudar. O casal é pai de dois filhos, de 7 e 14 anos.

“Isso já faz mais de anos que faz isso, diz que vai mudar, que vai mudar, que vai ser outro homem. Quando minha filha nasceu achei que iria mudar, mas com a barriga enorme ele me expulsou de casa e fui para casa de uma amiga sem teto e sem um lugar para ir.

No último sábado (25), Cardoso chamou Wiliane para ir até o shopping de Rio Branco para fazer compras para a filha de 7 anos do casal. Sem desconfiar de nada, a cuidadora foi e lá foi surpreendida pelo ex com uma declaração de amor e um novo pedido para reatar o casamento.

“Disse que para me deixar em paz, para ir viver a vida dele e me deixar em paz. Me escondi no banheiro, mas ele ficou chorando e até que me achou. Ele já colocou faca no meu pescoço, chamou meus dois filhos e pediu para se despedirem da mãe deles que ela ia morrer. Tive que fugir dele, toda vez que me separo dele saio da casa, abro mão de tudo para ter meu caminho livre”, lamentou.

Comentários