Conecte-se conosco

Cotidiano

Croácia segura empate dramático, elimina a Bélgica e avança na Copa do Mundo

Publicado

em

OGol

A classificação da Croácia veio com um empate sem gols, mas não foi nada fácil. Depois de um primeiro tempo que dominou a partida, a seleção segurou o ímpeto da Bélgica na segunda etapa, suou muito, se salvou como deu e conseguiu o 0 a 0 para avançar às oitavas de final da Copa do Mundo em segundo lugar do Grupo E. A liderança ficou com o Marrocos, que derrotou o Canadá por 2 a 1.

No mata-mata, o adversário da Croácia sai do Grupo E da Copa do Mundo, em confrontos que serão decididos logo mais entre Japão x Espanha e Costa Rica x Alemanha. Neste momento, se a classificação atual permanecer, o líder Marrocos enfrentaria nas oitavas de final o Japão, enquanto os croatas teriam pela frente a Espanha.

Muita ideia, pouca execução

O primeiro tempo de Croácia e Bélgica até foi bastante animado, apesar da ausência de gols. O início de jogo, porém, parecia prometer muito mais do que as seleções entregaram.

Com 15 segundos, na saída de jogo, a Croácia quase abriu o placar com Perisic. O jogador do Tottenham recebeu na entrada da área, ajeitou para o pé direito e bateu colocado, com a bola passando com muito perigo à esquerda da meta de Courtois.

A história da primeira etapa poderia ser diferente, caso um impedimento milimétrico não tivesse impedido uma cobrança de penalidade pelos croatas. Modric já tinha a bola na marca da cal, depois de Carrasco derrubar Kramaric na área, porém o pênalti foi anulado após consulta do árbitro ao VAR.

Pelo lado da Bélgica, que passou grande parte da primeira etapa apenas 30% da posse de bola, a principal aposta foi nos contra-ataques pelos flancos. As chegadas não foram poucas, ora com Meunier, ora com Dedoncker, além de jogadas de Mertens e De Bruyne. Em comum, porém, esteve o fato de todas pararem nos pés da defesa croata ou nas mãos de Livakovic, já que nenhum belga apareceu na área para concluir as chances criadas.

Empate dramático

Se no primeiro tempo o que faltaram foram chutes a gol, na etapa final o problema foi logo resolvido. A bola, porém, seguiu sem encontrar seu caminho natural até o fundo da rede.

A Bélgica melhorou muito na etapa final, talvez os últimos 45 minutos desta geração numa Copa do Mundo. A entrada de Lukaku deu a presença de área que o time de Roberto Martínez precisava.

Logo em seu primeiro lance na partida, Lukaku recebeu um cruzamento e colocou Livakovic para trabalhar pela primeira vez na partida. O atacante da Internazionale seria a grande figura do segundo tempo, carimbando a trave após sobrar com a bola em lance individual de Carrasco, e perdendo duas oportunidades claras de marcar: uma de cabeça, após cruzamento de Kevin De Bruyne, outra por um domínio de barriga, que Livakovic salvou em cima da linha.

A Croácia, por sua vez, fez um segundo tempo pior do que o primeiro. As melhores chances seguiram em chutes de fora da área, em que Modric, Brozovic e Kramaric colocaram Courtois para trabalhar, mas o goleiro se agigantou em todas as oportunidades e fez sua parte para manter o placar zerado. Melhor para a Croácia, pior para a Bélgica. A ótima geração terminou desolada no gramado, eliminada pela primeira vez na fase de grupos.

Comentários

Cotidiano

Neila Rosas deixa o Andirá e acerta retorno para o Atlético

Publicado

em

Neila Rosas espera realizar um trabalho vencedor no Atlético

O coração atleticano pesou e a técnica Neila Rosas retornará para o Galo na temporada de 2023 depois de ter comandado o Andirá em 2022.

“Minha relação com o presidente Afonso Alves (Andirá) é excelente, mas a minha paixão pelo Atlético determinou essa transferência. Vamos tentar novamente montar um time vencedor”, disse Neila Rosas.

Base mantida

De acordo com Neila Rosas, as atletas do Andirá irão para o Atlético na atual temporada.

“A nossa base vai ser mantida porque a prioridade é tentar a conquista do Estadual para voltar aos torneios nacionais em 2024”, afirmou a treinadora.

Escolinha para meninas

O Atlético vai investir na formação de atletas na base. Será criada uma escolinha e a equipe estará na disputa do Estadual Sub, uma das novidades da temporada 23.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

João Hassen fecha por duas temporadas com Desportivo Brasil

Publicado

em

João Hassen ainda fará uma série de exames antes de iniciar os trabalhos no clube paulista

O meia João Hassen vai assinar por duas temporadas com o Desportivo Brasil e se apresenta em Porto Feliz até o próximo dia 15, data para o início dos treinamentos visando as competições da temporada de 2023.

“Fechamos a negociação do João Hassen. Ele fez uma grande Copa São Paulo com a camisa do Galvez e essa transferência é o reconhecimento do seu futebol”, disse o técnico Kinho Brito.

Salário e porcentagem

Segundo Kinho Brito, João Hassen chegará no Desportivo Brasil recebendo um salário fora da realidade do futebol acreano para um atleta de base e o Galvez ficará com uma porcentagem em caso de negociação.

“Fechamos uma negociação onde ficou bom para os clubes e o atleta. Esse é um dos caminhos do futebol acreano, não podemos ficar somente esperando cotas das competições nacionais”, avaliou o treinador.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Tricolor de Aço terá técnico e 23 jogadores do futebol carioca

Publicado

em

MANOEL FAÇANHA

Com um elenco formado na maioria por atletas do Rio de Janeiro, o Independência terá como técnico o jornalista Eric Rodrigues, 42 anos. O profissional na temporada passada comando o Atlético Carioca durante a quinta divisão do Campeonato do Rio de Janeiro e a equipe fechou a competição na terceira posição.

O jornalista/técnico Eric Rodrigues também será o investidor do clube nas temporada 2023 e 2024. Segundo ele, em conversa com o ge, o elenco do Tricolor de Aço está há um mês em pré-temporada em São Gonçalo (RJ), com treinos físicos na praia.

Pelo planejamento do investidor, a ideia é contar com 30 jogadores no elenco (sete deles da base), sendo sete da base. Ele enfatizou na reportagem do ge que o objetivo é ter uma equipe competitiva para brigar pelas vagas em competições nacionais e quem sabe até pelo título estadual.

Entre os jogadores que o treinador irá contar estão o meia-atacante Dodô, ex-Humaitá,  o goleiro Mateus, que já defendeu Rio Branco-PR, Volta Redonda e Águia Negra-MS, o volante Pedro Henrique, que estava atuando no futebol sueco, os meias Edil Júnior, ex-Arapongas-PR, Kaká, ex-Campos-RJ, e Alex Oliveira, ex-Campos-RJ.

A previsão é de que o elenco do Tricolor de Aço inicie os treinos em Rio Branco (AC) a partir da segunda semana de fevereiro.

Estreia

O Independência está inserido no grupo A, ao lado do Humaitá, Adesg, Rio Branco, Plácido de Castro, e Andirá. O clube tem estreia programada para o dia 28 de fevereiro, às 17h, contra a Adesg.

Comentários

Continue lendo

Em alta