fbpx
Conecte-se conosco

Geral

Criminosos levam jovem para ramal e o executam com cinco tiros em Rio Branco

Publicado

em

Maylon de Oliveira Ferreira, de 22 anos, foi encontrado morto com os braços amarrados para trás, com marcas de tortura e perfurações de tiros, na tarde desta sexta-feira, 18, no Ramal Carapanã, às margens do Rio Acre, no Polo Benfica, Segundo Distrito de Rio Branco.

Segundo informações da polícia, criminosos armados colocaram Maylon em um veículo e o levaram até o ramal Carapanã. No local, na hora do crime, um colono que estava passando foi abordado e teve uma arma de fogo apontada em sua direção, e o criminoso mandou que ele fosse embora. Depois de alguns minutos, os faccionados, membros de uma organização criminosa, executaram Maylon com cinco tiros, sendo um na cabeça, dois nas costas e dois na região do peito. Após ação, os criminosos fugiram do local.

Populares encontraram o corpo e acionaram a Polícia Militar. A área foi isolada para os trabalhos do perito em criminalística, em seguida, os Militares fizeram patrulhamento na região em busca de prender os autores do crime, mas eles não foram encontrados.

A ambulância do SAMU esteve no local e a Médica atestou a morte de Maylon.

Após a perícia, o corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) para os exames cadavéricos.

Segundo informações. Maylon já possui várias passagens pela justiça e estava com um mandado de prisão em aberto. A polícia acredita que o crime foi motivado pela guerra entre organizações criminosas.

 

O caso inicialmente segue sob investigação dos Agentes de Polícia Civil da Equipe de Pronto Emprego (EPE) depois ficará à disposição da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Comentários

Geral

Bocalom irá a ato bolsonarista em SP e ressalta que comprou passagem com o próprio dinheiro

Publicado

em

Por

Manifestação está marcada para este domingo, 25, na Avenida Paulista.

Por Leandro Chaves

O prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (PP) confirmou, por meio de sua assessoria, que estará na manifestação convocada pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) para este domingo, 25, em São Paulo.

Alegando defender valores cristãos, o pré-candidato à reeleição fez questão de ressaltar que comprou as passagens com seu próprio dinheiro. “Não dá mais pra continuar com essa turma que o tempo todo quer pisotear os princípios cristãos”, disse, referindo-se à esquerda.

Diferente de Bocalom, o governador do Acre, Gladson Cameli, do mesmo partido, não deverá comparecer ao evento. Ele, que também já se declarou bolsonarista, tem uma viagem oficial para o exterior no início de março que irá preencher sua agenda para o período.

Bolsonaro convocou apoiadores de todo o Brasil para o ato na Avenida Paulista em protesto contra o avanço das investigações e dos inquéritos que apuram sua responsabilidade, além de outros investigados, pelo atos antidemocráticos e golpistas ocorridos em 8 de janeiro de 2023.

Na ocasião, bolsonaristas de várias partes do Brasil invadiram os prédios dos três poderes e os depredaram. A intenção, segundo as investigações, era criar um ambiente de instabilidade para que as Forças Armadas agissem.

O caso aconteceu uma semana após o presidente Lula (PT) tomar posse, depois de sua vitória nas urnas em eleições comprovadamente limpas, segundo observadores internacionais e locais, entre elas as próprias Forças Armadas.

Comentários

Continue lendo

Geral

Polícia Civil do Acre efetua prisão de agressor por descumprimento de medidas protetivas

Publicado

em

Na última segunda-feira, 19, a Polícia Civil do Acre (PCAC), por meio da equipe plantonista da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM), realizou a prisão de E. W. S. I, de 24 anos, em cumprimento a um mandado expedido pela Vara de Plantão. O indivíduo foi detido devido ao reiterado descumprimento das medidas protetivas de urgência contra sua própria avó, evidenciando total desrespeito às determinações judiciais e ao compromisso no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

O cumprimento de mandados de prisão de agressores pelos policiais da DEAM e a lavratura de autos de prisão em flagrante pelos Delegados Plantonistas, realizados diariamente pela Especializada que opera 24 horas, corroboram o compromisso da Polícia Civil na luta contra a violência doméstica.

“O descumprimento das medidas protetivas é inaceitável, e a prisão do acusado demonstra que não será tolerado tal comportamento. Estamos comprometidos em garantir a segurança e o bem-estar das vítimas”, informou a delegada plantonista da DEAM e responsável pelo caso, Dra. Mariana Gomes.

A ação da Polícia Civil do Acre reforça a importância de uma abordagem rigorosa na repressão à violência doméstica e familiar contra a mulher, destacando a necessidade de conscientização e educação sobre a gravidade desse tipo de crime. O Poder Judiciário e as autoridades competentes estão unidos na missão de proteger as vítimas e responsabilizar aqueles que desrespeitam as medidas protetivas.

Comentários

Continue lendo

Geral

Polícia Civil do Acre recupera veículo roubado em Rio Branco avaliado em R$ 100 mil

Publicado

em

Na última segunda-feira, 19, a Polícia Civil do Acre, por meio da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (DCORE), recuperou um veículo modelo WR-V, marca Honda, objeto de roubo ocorrido no fim de semana, em Rio Branco, no bairro José Augusto. O carro foi recuperado no mesmo bairro em que tinha sido roubado.

De acordo com a investigação, no último sábado, 17, as vítimas saíam de uma residência localizada no bairro José Augusto, quando foram surpreendidas pela ação de um agente, o qual, munido de arma de fogo, subtraiu o carro da vítima.

Ao tomar ciência dos fatos, os investigadores realizaram as diligências devidas, identificando que o veículo permaneceu em circulação nas vias da capital. Diante disso, o veículo subtraído passou a ser monitorado e após intenso levantamento, foi devidamente localizado e apreendido no mesmo bairro onde foi praticado o roubo.

O condutor do veículo evadiu-se do local, porém, já foi identificado e em breve será capturado. O bem recuperado, avaliado em mais de R$ 100 mil, foi submetido à perícia e restituído aos proprietários.

A Polícia Civil destaca que ações contundentes vêm sendo realizadas para reprimir os crimes de roubo perpetrados na capital, sendo a recuperação dos objetos subtraídos um dos eixos de priorização.

Comentários

Continue lendo






Em alta