Da redação, com  ac24horas

Uma tragédia poderia ter acontecido na tarde desta sexta-feira, 21, se não fosse a audácia dos paramédicos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência e a “mão de Deus” que intercedeu. O menino Nataniel Nailton Soares Rodrigues, de 8 anos, filho de uma empregada  doméstica  que trabalha numa residência no Loteamento Novo Horizonte, próximo a TV Diocese, brincava na beira da piscina do trabalho de sua mãe, quando caiu na água e se afogou sem ninguém perceber.

Interna-afogado

 

Cerca de 5 minutos depois, o dono da residência procurou a criança para lhe oferecer um suco quando percebeu que Nataniel estava na água.  Foi então que desesperado, o homem  pulou para resgatá-lo. A partir dai se deu inicio a luta pela vida do menino.

Desesperado, o dono da casa identificado como Tiago iniciou uma massagem cardíaca e respiração boca a boca para tentar reanimar o garoto, enquanto a família dele acionava o Samu.

unnamed-410A ambulância de suporte avançado chegou no local e deu continuação a reanimação. Nataniel foi entubado, medicado, mas não reagia. O aparelho desfibrilador foi utilizado por três vezes, mas a criança não esboçou nenhum batimento cardíaco.

Ouvindo os gritos da mãe e dos moradores da casa, os paramédicos não desistiram do menino e continuaram fazendo massagem cardíaca. Em dado momento, cerca de minutos depois, a criança foi dada como morta para muitos que acompanhavam aflitos a situação, mas feito um milagre, Nataniel ressuscitou. O grito dos atendentes do Samu causou frisson na região.  Vizinhos, familiares e a mãe se emocionaram ao ver a criança respirando.

O garoto foi levado as pressas para o Pronto Socorro de Rio Branco para que recebesse o atendimento adequado.

Logo após a criança ser encaminhada ao PS, os familiares se ajoelharam e agradeceram a Deus, fazendo uma oração pela vida de Nataniel

O repórter do ac24horas, Davi Sahid, foi o primeiro jornalista a chegar no local e presenciou de perto toda ação do Samu, o desespero e a emoção da família.

Estava pelo lado de fora da casa olhando por cima do muro, cheguei a chorar com o desespero da família, que clamavam a Deus para ressuscitar aquela criança, foi quando ouvi um forte grito dizendo “ELE RESSUSCITOU”. Parabéns a Equipe de Suporte avançado do SAMU, pelo excelente trabalho que fizeram”, disse Sahid.

Comentários