Grupo encapuzado invadiu a área rural na quinta-feira (20) e atirou contra famílias. Seis vítimas são de Colniza e 3 de Rondônia; elas faziam parte de uma igreja evangélica.

G1

Ambulância foi usada para transporte de corpos das vítimas da chacina em Colniza (Foto: Reprodução/TVCA)

Os corpos das nove pessoas que foram assassinadas em uma área rural no município de Colniza, a 1.065 km de Cuiabá, durante um ataque por disputa de terras na quinta-feira (20), foram transportados e chegaram na cidade por volta de 9h [horário de Mato Grosso] deste sábado (22). Segundo a Polícia Civil, forças policiais e peritos fizeram o transporte dos corpos desde a madrugada.

Familiares e moradores acompanharam a chegada dos nove corpos em Colniza (Foto: Polícia Civil de Mato Grosso)

Por volta de 2h, a equipe passou por uma base da Polícia Militar no Distrito de Guariba, em Colniza, e seguiu para a cidade. De acordo com a Polícia Civil, um pastor evangélico está entre as pessoas que foram assassinadas. Seis pessoas eram de Colniza e três eram de Rondônia. Há sinais de tiros e facadas nos corpos.

“[Alguns] são oriundos do estado de Rondônia e todos eles eram membros de uma igreja”, disse o delegado José Carlos de Almeida Júnior.

Três peritos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foram enviados na sexta-feira (21) para ajudar na identificação dos corpos. O trabalho dos peritos deve ser feito em uma base improvisada ainda em Colniza. Ainda não há informações sobre o velório das vítimas.

Chacina
Inicialmente, ainda na quinta-feira, a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT) tinha informações de que sete pessoas tinham morrido no ataque. O número oficial, de nove mortes, foi confirmado na sexta-feira. Um grupo encapuzado invadiu a área e atirou contra as famílias que moram no local.

CLIQUE NO LINK ABAIXO PARA MAIS INFORMAÇÕES E IMAGENS.

Invasores de terras morrem em chacina no Mato Grosso; vítimas são de Rondônia

Comentários