Agente comprova morte violenta por arma de fogo.

Uma grande operação montada pelas forças de segurança do Estado do Acre, autorizada pelo delegado do município de Xapuri, Alex Danny, foi possível realizar o resgate do corpo do empresário Josemar da Silva Conde, 47, assassinado na tarde desta quarta-feira, dia 20, no Seringal Simitumba, colocação Campo Verde.

Como foi informado anteriormente, o empresário no ramo de consertos de motos da cidade de Xapuri, foi assassinado com um tiro de espingarda no peito, efetuado por Francisco da Silva Barroso, mais conhecido como ‘Chico Doido’, que ainda se encontra foragido.

Segundo foi apurado, o resgate foi coordenado pelo agente investigador Eurico Feitosa, além de procurar levantar dados do local da tragédia. Segundo foi relatado, o corpo se encontrava caído a cerca de 30 metros da casa aproximadamente, sendo relatado que o disparo foi efetuado de dentro da casa para fora, no momento em que a vítima estava indo embora.

O motivo da morte provavelmente seria a negociação de terras entre as partes, e que a vítima havia concordado com a decisão judicial. Mesmo assim, o autor efetuou o disparo após conversarem dentro da casa.

As investigações estão em aberto, além de procura do principal acusado, o ‘Chico Doido’, que deverá ser ouvido para saber o real motivo que o levou a tirar a vida de Josimar, que também era conhecido pelo apelido de ‘Tripinha’. Todo trabalho de constatação em local de morte violenta pelo investigador Eurico Feitosa.

A equipe do CIOPAER resgatou o corpo e levou para ser entregue no Instituto Médico Legal (IML), na Capital.

Matéria relacionada:

Empresário é morto com tiro de espingarda no peito na zona rural de Xapuri

 

Comentários