Helilson Bastos de Souza, 33 anos, foi morto e decapitado, o corpo foi encontrado na tarde desta sexta-feira (9), em uma região de mata, localizado na Rua da Amizade, no Loteamento Praia do Amapá, em Rio Branco.

Segundo informações de populares, o local sempre foi um lugar de “desova de corpo”. Bastos foi achado decapitado na sexta-feira (9). Já a cabeça só foi encontrada na tarde de sábado (10), com as orelhas cortadas, a 100 metros onde o corpo estava no dia anterior. A morte havia acontecido a cerca de dois dias, segundo os peritos.

Informações extra-oficiais, Bastos foi submetido ao tribunal do crime organizado sob acusação de pertencer a uma facção rival que domina o Bairro Taquari.

Havia perfuração de faca espalhada por várias partes do corpo do homem, com sinais claro de tortura, as orelhas foram cortada e a cabeça decepada. O corpo foi recolhido e levado à sede do Instituto Médico Legal (IML).

A Polícia Militar também esteve no local e isolou a área para os trabalhos da perícia.

A polícia não informou a motivação do crime. O caso será investigado pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Comentários