Ex-presidente não votou e nem foi acompanhar candidatos do PT no ABC.
Presidente cassada não votou em Porto Alegre, disputada por PSDB e PMDB.

captura-de-tela-2016-10-30-as-20-03-07G1

Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff não votaram neste domingo (30) no segundo turno das eleições municipais em São Bernardo do Campo, no ABC paulista, e em Porto Alegre, respectivamente. Não havia candidatos do PT na disputa em ambas as cidades, conquistadas pelo PSDB.

No primeiro turno, Lula votou no candidato do PT à Prefeitura de São Bernardo, Tarcísio Secoli, e afirmou que o partido ia surpreender na eleição municipal. Já a votação de Dilma em uma escola da Zona Sul da capital gaúcha foi marcada por tumulto.

O PSDB venceu nas duas cidades. Orlando Morando teve 59,94% dos votos válidos e derrotou Alex Manente (PPS) no município da Grande SP e e Nelson Marchezan Jr. venceu Sebastião Melo (PMDB) ao obter 60,5% no segundo turno em Porto Alegre.

A assessoria de imprensa de Dilma Rousseff informou que a ex-presidente está em Belo Horizonte com familiares, por isso não votou.

A assessoria de imprensa do Instituto Lula informou que o ex-presidente não votou neste domingo e nem acompanhou candidatos do partido aos locais de votação na Grande SP (Carlos Grana, em Santo André, e Donisete Braga, em Mauá). Lula tem 71 anos e pessoas com mais de 70 anos não são obrigadas a votar.

‘Cinturão vermelho’
O PT também perdeu nas duas cidades e viu seu “cinturão vermelho” diminuir de 9 prefeituras em 2012 para apenas 1 em 2016 (Franco da Rocha). Já o PSDB conquistou 11 prefeituras da Grande SP, 3 a mais que na última eleição municipal.

Em São Bernardo, os dois candidatos mencionaram a ausência do PT no segundo turno.

“A sociedade não quer nem o PT e nem aliados do PT no governo”, afirmou Morando (PSDB). “Quero agradecer aos eleitores de São Bernardo, que me proporcionaram um momento único de poder furar um bloqueio histórico entre PT e PSDB na nossa cidade”, disse Manente (PPS).

Comentários