Conecte-se conosco

Cotidiano

Cloroquina e o uso racional de medicamentos: os desafios dos farmacêuticos diante da Covid-19

Publicado

em

Há mais de um ano, profissionais de saúde e pesquisadores de todo o mundo são desafiados pelo novo coronavírus. Desde que o primeiro caso foi diagnosticado em Wuhan, epicentro da doença na China, em dezembro de 2019, temos mais de 95 milhões de infectados no planeta e uma corrida em busca de medicamentos que possam matar o vírus e reestabelecer a saúde dos doentes. Neste cenário, o uso da hidroxicloroquina  para tratamento da doença gerou grande repercussão mundial e afetou uma categoria profissional em especial.

Na semana em que é celebrado o Dia Nacional do Farmacêutico (20/1), a Pró-Saúde, uma das maiores entidades filantrópicas de gestão hospitalar do país, destaca a atuação desta categoria durante a pandemia, na busca por tratamentos eficazes e seguros para a Covid-19. Nas unidades gerenciadas pela entidade, estes profissionais – que estudam fármacos, drogas e medicamentos e a forma como os usuários interagem com eles –, foram protagonistas na assistência dos pacientes, garantindo segurança e efetividade nos atendimentos prestados.

Farmacêutica do HRBA checa medicação antes da dispensação à equipe de enfermagem- Foto Comunicação Pró-Saúde

Apesar de estudos internacionais apontarem a ausência de efetividade no uso da hidroxicloroquina – além da ivermectina e da azitromicina – para pacientes com a Covid-19, há no Brasil uma forte pressão para utilização do medicamento. Neste cenário, os profissionais de farmácia das unidades hospitalares se mostraram fundamentais na conscientização das equipes médicas e multiprofissionais sobre a eficácia da cloroquina, apresentando alternativas mais seguras no tratamento de pacientes infectados com o novo coronavírus.

“Nas nossas unidades, os farmacêuticos foram em busca de literatura médica sobre o tema, coletaram dados e acompanharam os pacientes de perto, para consolidar informações concretas sobre o uso do medicamento. Eles observaram que os pacientes não apresentavam melhora significativa com o uso deste fármaco, e nos casos de pacientes com comorbidades cardíacas, a tendência era de piora clínica devido ao aumento do risco de arritmias”, explica Leticia Teles, gerente corporativa de Atenção Farmacêutica da Pró-Saúde. “Começou, então, um trabalho de conscientização das equipes responsáveis pela assistência e de busca por alternativas para o tratamento”, complementa.

3ª Semana de Farmácia da Pró-Saúde 

O case sobre o uso da hidroxicloroquina  para tratamento do novo coronavírus foi um dos temas discutidos na abertura da 3ª Semana de Farmácia Hospitalar da Pró-Saúde, realizada entre os dias 18 e 22 de janeiro. Com o tema  “Reinvenção em Tempos de Pandemia”, o evento busca valorizar o papel destes profissionais no enfrentamento da Covid-19, colocando-os em evidência.

A abertura, realizada de forma virtual nesta segunda-feira, reuniu profissionais que atuam em cerca de 30 unidades gerenciadas pela entidade em todo o país. “Trata-se de um espaço onde os farmacêuticos puderam apresentar seu trabalho e contribuir com atividades que envolvem toda a instituição”, acrescenta o diretor Médico Corporativo da Pró-Saúde, Fernando Paragó.

“A Pró-Saúde fomenta a participação do farmacêutico dentro da equipe multiprofissional, como parte indispensável para contribuir para o cuidado do paciente. Por meio do uso racional de medicamentos, nossos profissionais trabalham para oferecer a melhor terapia aliada a sustentabilidade da instituição”, ressalta Paragó.

A programação do evento contará ainda com atividades presenciais nas unidades ao longo da semana. No Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), em Ananindeua (PA), estão previstas ações lúdicas e educativas sobre segurança do paciente e uso de medicamentos, voltadas para profissionais de saúde e pacientes da unidade.

Já no interior do Estado, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, o destaque será a apresentação dos resultados do Programa de Controle de Antimicrobianos (Stewardship), voltado para o uso racional de medicamentos. A iniciativa foi essencial na detecção de oportunidades de adequação nas prescrições, melhorando o uso racional da medicação e resultando em benefícios aos pacientes, como menor tempo de internação e redução de infecções hospitalares.

Comunicação – Pró-Saúde

Comentários

Cotidiano

Alex Sandro aumenta lista de desfalques do Brasil

Publicado

em

OGol

Danilo e Neymar seguem fora e agora Tite terá de lidar com novo problema no elenco. Alex Sandro, com lesão muscular no quadril esquerdo, está fora do jogo contra Camarões.

A ausência contra Camarões não seria um problema para Tite. O planejamento da comissão técnica já era gerir o desgaste do elenco, com o Brasil classificado para as oitavas de final. No entanto, o lateral esquerdo pode ser desfalque por mais tempo. O substituto natural do atleta é Alex Telles, que jogou os minutos finais da vitória sobre a Suíça.

No lado direito, Danilo segue sendo desfalque. A opção de Tite contra os suíços foi improvisar Éder Militão. Contra Camarões o substituto não está ainda definido, com a possibilidade de Dani Alves ganhar uma oportunidade para provar que ainda tem condições de atuar pela seleção.

Neymar, que chegou a partilhar imagens preocupantes do seu tornozelo inchado, segue também em tratamento e sem previsão de retorno. Fred foi quem ocupou sua vaga no último jogo.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Copa do Mundo tem primeiros confrontos das oitavas definidos

Publicado

em

OGol

No primeiro dia de jogos da terceira rodada da Copa do Mundo, os grupos A e B foram encerreados, confirmando assim as equipes classificadas e os primeiros confrontos das oitavas de final. Além disso, quatro equipes se despediram do mundial com os jogos desta terça.

Nessa rodada, as partidas de um mesmo grupo acontecem de forma simultânea. No Grupo A, a Holanda enfrentou o já eliminado Catar e venceu com tranquilidade, mesmo que longe de mostrar o futebol esperado antes da Copa do Mundo. Os gols foram marcados por Gakpo e De Jong (saiba como foi).

A emoção desse grupo ficou por conta do outro duelo, em que Senegal, que precisava a todo custo da vitória venceu o Equador por 2 a 1. Os sul-americanos poderiam se classificar com o empate, mas não conseguiram segurar o resultado. Com isso, Senegal voltou a avançar para as oitavas pela primeira vez desde 2002 (saiba como foi).

Nos jogos seguintes, a Inglaterra foi confirmar a sua classificação em um jogo dominante contra País de Gales. No primeiro tempo, os ingleses foram pouco criativos diante da retranca adversária, mas na segunda etapa marcaram três vezes (e teve chances para mais). Rashford foi o grande destaque, com duas bolas na rede (saiba como foi).

Em um duelo direto pela segunda vaga, a seleção dos Estados Unidos precisou superar o Irã e conseguiu pelo placar mínimo, com gol de Pulisic no primeiro tempo. A segunda etapa foi de pura pressão do time asiático, que precisava do empate e quase conseguiu nos acréscimos. No final, a vaga ficou com os norte-americanos (saiba como foi).

As oitavas de final

Com as definições dos dois grupos, foram definidos os dois primeiros jogos das oitavas de final. Abrindo a fase, Holanda e Estados Unidos se enfrentam no próximo sábado, 13, às 12h (horário de Brasília). No dia seguinte, o domingo, 14, Inglaterra e Senegal jogarão às 16h.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Com pouco tempo de descanso, Brasil deve ter time reserva contra Camarões

Publicado

em

Com o primeiro lugar do Grupo G praticamente garantido, o Brasil já pensa nas oitavas de final e por isso deve escalar um time completamente reserva para o jogo da próxima sexta-feira contra Camarões, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo. De acordo com o ge, a comissão já avisou aos jogadores da intenção no treino de hoje.

Se avançar em primeiro lugar, o Brasil enfrenta o segundo colocado do Grupo H, em jogo que deve acontecer na segunda-feira. Ou seja, menos de 72 horas do duelo contra Camarões.

Tite já não tem à disposição Neymar, Danilo, ambos com problema no tornozelo, e Alex Sandro, com uma lesão muscular no quadril, e ainda há outros jogadores que passaram por quadro febril ou de mal-estar na última semana. Com isso, o time que vai a campo contra Camarões deve começar a ser montado no treino de quarta-feira.

Com isso, um provável time teria: Ederson, Daniel Alves, Militão, Bremer e Alex Telles; Fabinho e Bruno Guimarães; Antony, Rodrygo, Gabriel Jesus e Martinelli.

Se essa escalação for a campo, os únicos jogadores a não terem entrado em campo serão o goleiro Weverton, o meia Everton Ribeiro e o atacante Pedro, todos que atuam no futebol brasileiro.

Fonte: OGol

Comentários

Continue lendo

Em alta