Cleuda Queiroz Jarzon, chamou os servidores de “cão e demônios” e logo depois chutou um dos baldes de lixo usados pelos trabalhadores da limpeza.

Pelo menos cinco servidores de empresa terceirizada que presta serviços de limpeza no Pronto Socorro (PS) de Rio Branco denunciaram a chefe do setor de laboratório do PS por xingamentos e humilhação pública.

De acordo com informações registrada no boletim de ocorrência, Cleuda Queiroz Jarzon, chamou os servidores de “cão e demônios” e logo depois chutou um dos baldes de lixo usados pelos trabalhadores da limpeza. A diretora não teria gostado da mudança de horário da limpeza.

“Os comunicantes afirmam que a chefe do setor de laboratório do Pronto Socorro começou a xingar todos de cão de demônios, dizendo que os mesmos estavam atrapalhando e chutou o balde de lixo e mesmo os funcionários ficando calados a autora foi bastante ignorante”, diz trecho do BO.

Os denunciantes afirmaram ao delegado que não é a primeira vez que Cleuda humilha os servidores do hospital.

“Os comunicantes afirmam que a autora já tem outras queixas de outros funcionários que alegam ter sido humilhados pela autora”, diz trecho do documento.

A reportagem entrou em contato com o diretor geral do Pronto Socorro, Areski Peniche, sobre o caso. Ele informou que Cleuda foi afastada do cargo de chefe do setor de laboratório assim que a direção teve conhecimento do caso.

Comentários