Conecte-se conosco





Cotidiano

Cerca de 100 mil beneficiários do INSS no AC devem fazer prova de vida; veja calendário e como fazer

Calendário para regularizar situação vai até dezembro. Obrigatoriedade da prova de vida estava suspensa desde março de 2020, por conta da pandemia.

Publicado

em

Cerca de 100 mil beneficiários do INSS no AC devem fazer prova de vida — Foto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Por Iryá Rodrigues

A prova de vida voltou a ser obrigatória desde o dia 1º de junho para aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). No Acre, são esperados cerca de 100 mil beneficiários para passar pelo procedimento.

O objetivo é evitar fraudes e pagamentos indevidos, garantindo a manutenção do benefício. Desde março de 2020, a exigência da prova de vida estava suspensa pelo INSS por causa da pandemia.

A prova de vida pode ser feita no banco onde o segurado recebe o pagamento e também sem sair de casa, via aplicativo.

“As pessoas que não fizeram em março e abril do ano passado, devem fazer agora em junho. Há um calendário que vai explicar como o segurado deve proceder. O importante é que não precisa o segurado ir na agência do INSS. Essa prova de vida é feita na agência bancária onde o segurado recebe seu benefício. As pessoas devem seguir o cronograma, as agências vão informar e, infelizmente, quem não fizer a prova de vida terá seu benefício suspenso”, disse o assessor da gerência do INSS no Acre, Leonildo Rosas.

O INSS, com o pagamentos desses benefícios, injeta mais de R$ 130 milhões todos os meses na economia acreana, segundo o assessor.

Calendário

Os pagamentos voltarão a ser bloqueados a partir de junho para os beneficiários que não fizerem a prova de vida.

Os segurados e pensionistas que deixaram de realizar a comprovação antes de março de 2020 serão os primeiros a terem os benefícios bloqueados caso não se regularizem. Já quem tinha que provar que está vivo entre março e abril deste ano para continuar recebendo o benefício terá de fazer isso até dezembro para não ter os pagamentos bloqueados.

O INSS estabeleceu um novo calendário, baseado no mês em que a comprovação de vida teria sido feito se não tivesse havido suspensão. Veja abaixo:

Prova de vida presencial

Os aposentados e pensionistas que tiverem a biometria bancária cadastrada poderão usar qualquer caixa eletrônico para fazer a prova de vida.

Muitos bancos aceitam qualquer transação realizada como prova de vida, como a retirada de um extrato bancário no caixa eletrônico.

No caso dos beneficiários sem biometria, é possível ir à agência bancária com CPF e documento com foto.

Entre os maiores bancos do país, apenas o Banco do Brasil oferece a opção de fazer a prova de vida por meio do aplicativo.

Prova de vida em domicílio

O INSS permite ainda a prova de vida em casa possa ser feita em casa, com a visita de um funcionário do órgão à residência do segurado.

Esse direito é garantido aos segurados de qualquer idade que não estejam em condições de se locomover.

Nesse caso, eles devem ligar no 135 ou acessar o site Meu INSS para agendar a prova de vida.

Prova de vida digital

Cerca de 5,3 milhões de beneficiários em todo país foram escolhidos pelo Instituto Nacional do Seguro Social para fazer a prova de vida por biometria facial.

O INSS, em parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, a Dataprev e o Serpro, iniciou em fevereiro um projeto piloto para que esses segurados façam a prova de vida sem sair de casa.

prova de vida digital não é destinada a todos os segurados neste primeiro momento. Nesse caso, é possível fazer a prova de vida usando apenas um aplicativo, o Meu gov.br. Veja como acessar o aplicativo:

Meu INSS deve ser usado pelo segurado para acompanhar o resultado da prova de vida após realizar o procedimento.

Para fazer a prova de vida digital, o segurado deve receber uma mensagem de texto ou e-mail fazendo a convocação.

Para a biometria facial, o INSS usa a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Foram selecionados, portanto, segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor, com biometria cadastrada na Justiça Eleitoral ou no Departamento de Trânsito (Detran). O INSS afirma que pretende implantar a prova de vida digital para a maioria dos beneficiários, mas não há uma previsão de quando isso irá acontecer.

Cuidado com golpes

O INSS lembra que não entra em contato direto com o beneficiário para pedir qualquer informação, dados pessoais ou fotografias para realizar a prova de vida.

“Outro detalhe, o INSS não pede de nenhum segurado foto, documento ou qualquer outra coisa, então é importante que as pessoas fiquem atentas porque há golpistas”, afirmou Rosas.

Comentários

Em alta