Equipamentos foram retirados durante a noite.

Na noite desta segunda-feira, dia 22, os equipamentos da unidade de terapia intensiva foram retiradas e desconhece-se o seu paradeiro. As autoridades não informaram nada sobre o caso ainda, existe incômodo com os profissionais médicos desse centro, e acima de tudo de pessoas recuperadas no centro de tratamento para covid-19 localizado na cidade de Cobija, capital do estado de Pando/Bolívia. As informações foram passadas pelo jornalista Hugo Mopi Soliz em sua página no Facebook.

O profissionais se manifestaram, que não se pode permitir o desmantelamento de um centro, que já contava com o equipamento necessário e que estava salvando vidas, graças aos profissionais que lá trabalham e que em muitas ocasiões se alimentam a cada 12 horas, “não se pode aceitar que em horas da noite levem respiradores, camas e outros equipamentos, e o pior, desconhece-se o seu paradeiro”, desabafou um profissional.

Esta situação preocupa, porque a equipe médica que trabalha no hospital, precisa de apoio das autoridades. Várias das pessoas que foram recuperadas manifestam que, o que viveram lá é realmente triste, mas, graças às equipes médicas.

Com medicamentos e tratamento adequado, muitas pessoas se recuperaram e agora estão com os seus familiares, “as autoridades devem explicar ao povo pandino onde esses equipamentos foram levados e por ordem de quem foram tirados na noite, e o que eles pedem é mais apoio aos profissionais do que lá trabalham e que estão salvando vidas, pois eles já são treinados, mas sem equipamentos não dá pra fazer absolutamente nada”, desabafaram.

Em tempo, Cobija vem passando por uma crescente onde de casos todos os dias, somando até essa segunda, 451 casos confirmados, fato que preocupada o caso de desmonte do centro que é necessário na Capital.

Em todo o estado pandino, são 496 infectados com 14 recuperados e 659 descartados. Os setores da imprensa local estão tentando descobrir o motivo e quem deu a ordem para o desmonte do centro.

Comentários