A Gazeta

Os procuradores da República Joel Bogo e Luciana de Miguel Cardoso Bogo estão sendo deslocados das procuradorias do Acre e de Umuarama-PR para passar a fazer parte da força-tarefa da operação Lava Jato em Curitiba-PR.

A portaria no 66, que autoriza a atuação com dedicação exclusiva dos dois foi assinada na sexta-feira da semana passada, dia 31 de janeiro, pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

Os procuradores são casados e foram um pedido do chefe da Lava Jato, o Deltan Dallagnol. A ida do casal é tida como um reforço para a operação e virão para dar maior credibilidade em um momento em que a operação está em xeque, sob suspeitas de falta de imparcialidade e de produtividade apontadas contra o próprio coordenador da força-tarefa, Dallagnol.

Joel Bogo e Luciana de Miguel Cardoso Bogo já possuem experiências atuando em forças-tarefas nas regiões Norte e Centro-Oeste. Os dois irão substituir a procuradora Jerusa Burmann Viecili, que foi dispensada.

Comentários