fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Câmara Municipal debate cadastro de reserva em concursos públicos na Capital

Publicado

em

Atendendo ao requerimento do vereador, e líder do prefeito, João Marcos Luz, a Câmara Municipal de Rio Branco realizou na segunda-feira, 3, uma audiência pública no qual debateu o Cadastro de Reserva em Concursos Públicos no Município de Rio Branco e discutiu sobre as limitações impostas dentro do edital. Luz iniciou destacando a importância de esclarecer questões relacionadas ao concurso público da prefeitura, que teve mais de 52 mil inscritos.

“Nós estamos falando de mais de 52 mil pessoas inscritas no concurso público, ou seja, uma demonstração de interesse de muita gente e também um sonho de funcionário público. É muito importante também ressaltar que esse foi o maior concurso público já realizado pela administração municipal”, disse Luz.

O vereador também alegou que a administração municipal convocou recentemente 419 candidatos, mas ressaltou a necessidade de uma discussão mais ampla sobre o cadastro de reserva destacando a tramitação de um projeto para a aprovação do cadastro. “Eu imagino que se nós observemos, pontualmente, cada caso, possivelmente nós vamos descobrir que é possível de alguma forma apoiar o cadastro de reserva em determinadas áreas.”

E acrescentou: “nós vamos buscar aqui, junto ao poder público e ao poder executivo, trazer uma luz para este tema que já era, na verdade, uma discussão que nós temos feito aqui. Nós fizemos aqui um encaminhamento ao executivo para a aprovação do cadastro de reserva e, ao final, nós vamos enviar um documento porque nós acreditamos no diálogo e nós acreditamos principalmente em muitas coisas que nós podemos resolver de administrativa.”

Membros da Comissão do concurso também usaram a tribuna para fazer as suas reivindicações. O representante, Hotoniel Carvalho, destacou a injustiça com os candidatos que, apesar de alcançarem a nota mínima exigida, foram excluídos do cadastro de reserva devido a limitações sem normas jurídicas.

“Sabemos que na esfera federal tem limitação do cadastro de reserva, mas lá tem normas jurídicas tratando disso, aqui no município não tem, então queremos ficar no cadastro de reserva, pedimos aos vereadores que votem a favor desse projeto em tramitação na casa.”

Carvalho também comentou sobre a prática constante de contratações temporárias, mesmo quando candidatos com notas altas foram excluídos. “Os concursos municipais chamam muitos candidatos, vemos constantemente nomeações de altas quantidades, então não se justifica o poder público gastar tanto para ser realizado e limitar o cadastro de reserva, em uma pessoa por cargo, e depois ser feito um processo seletivo para contratar mais temporários, não está certo isso.”

Bruna Azevedo, também da Comissão, destacou que a classe dos concurseiros, não exige por uma nomeação imediata, mas sim pela oportunidade de estar dentro do cadastro de reserva sem limitações. “O objetivo meu e dos demais é ter uma vida melhor, uma qualidade de vida melhor, não estamos pedindo aqui nomeação, mas apenas o direito de ficar com a esperança, queremos ter a esperança de ficar no cadastro de reserva e ser chamados, e peço encarecidamente que nosso representantes nos representem.”

Em relação ao projeto de lei voltado para a reformulação do cadastro de reserva, a também representante, Alcenir Nogueira, esclareceu que o projeto para não limitar os cadastros de reserva é constitucional e pediu a aprovação do mesmo.

“Todos falam que esse projeto era inconstitucional e agora sabemos que não é, não tem mais essa desculpa então eu peço que o presidente da câmara coloque em pauta essa PL para aprovar e espero que os vereadores tenham pelo menos lido esse projeto para nos dar uma resposta porque nós merecemos e precisamos.”

A representante também destacou a importância do projeto ao colocar emendas voltadas para surdos e cegos que irão prestar os concursos. “Precisamos da mesma agilidade que vocês têm com os projetos do executivo, o projeto garante prova em braile para os cegos e em libra para os surdos, vocês não acham que isso é muito importante para quem tem limitação? Por que não aprovar esse projeto?”

Em meio às discussões, Rodrigo Aiache Cordeiro, presidente da OAB/Acre, se declarou a favor das reivindicações e apoiou à necessidade de soluções viáveis para a demanda, pedindo mais comunicação entre as instituições legislativas e executivas. “Nós ficamos sensibilizados com a temática e aqui já deixo um posicionamento que nos estamos a favor do cadastro de reserva.”

Após as discussões feitas, o secretário municipal, Jonathan Santiago, finalizou apresentando sua análise sobre o projeto de lei em discussão, e enfatizou que o poder executivo não faz distinção na apresentação de projetos de lei, seja de vereadores da base ou da oposição.

Santiago também ressaltou a necessidade de considerar as possibilidades do município em relação à receita e gastos com pessoal ao planejar concursos públicos, e finalizou opinando que, embora haja divergências de entendimento jurídico, é importante debater os pontos centrais do projeto para encontrar soluções viáveis.

“Então o encerro aqui vereadores no sentido de que a UPL, obviamente a iniciativa do parlamento, que é importante ter uma discussão, o parecer que analisei agora rapidamente, mas nos pontos centrais, eu concordo com ele.”

(Por Fernanda Maia, estagiária de Jornalismo na CMRB)

Fonte: Câmara Municipal de Rio Branco – AC

Comentários

Continue lendo

Acre

No Acre, servidores do Meio Ambiente entrarão em greve dia 24

Publicado

em

Servidores federais de órgãos de Meio Ambiente de 11 estados, incluindo o Acre, decidiram nessa sexta-feira (14) declarar greve geral a partir do próximo dia 24 de junho.

Segundo a Associação Nacional dos Servidores da Carreira de Especialista em Meio Ambiente (Ascema Nacional), além do Acre, a paralisação também contará com a adesão de servidores dos estados: Espírito Santo, Goiás, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e Rio Grande do Sul.

O Distrito Federal, Bahia e Santa Catarina também decidiram parar, mas a partir do dia 1º de julho. O estado do Ceará votou contra a greve.

Comentários

Continue lendo

Acre

Motorista morre com cabeça esmagada em acidente de trânsito em Rio Branco

Publicado

em

Populares e Samu tentam reanimação, mas o óbito foi confirmado no local.

Na noite deste sábado (15), Romário Teixeira Martins, de 32 anos, sofreu um acidente fatal no km 1 da rodovia AC-10, conhecida como Estrada de Porto Acre, em Rio Branco.

Testemunhas relataram que Romário dirigia um carro modelo Fox, de cor preta e placa NAA-8755, em alta velocidade no sentido Porto Acre/Rio Branco. Ao passar direto em uma curva, o veículo invadiu o terreno de uma residência à margem da rodovia. No trajeto, Romário foi arremessado para fora do carro, que acabou caindo sobre ele, esmagando sua cabeça. Ele sofreu fraturas na face e exposição de massa encefálica, além de uma fratura exposta na perna, morrendo antes de receber atendimento médico.

Populares que passavam pelo local tentaram ajudar Romário. Entre os presentes, um técnico de enfermagem realizou as primeiras manobras de reanimação, mas sem sucesso. Uma ambulância de suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou ao local, mas os socorristas só puderam atestar o óbito de Romário.

Policiais militares do Batalhão de Trânsito isolaram a área para a realização da perícia criminalística. Após os procedimentos, os auxiliares de necropsia do Instituto Médico Legal (IML) recolheram o corpo de Romário para exames cadavéricos. O veículo permaneceu no local, sob a responsabilidade da família proprietária da casa e do terreno onde o carro parou.

Comentários

Continue lendo

Acre

Peão de rodeio pisoteado na cabeça é transferido para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco

Publicado

em

Foto: WhatsApp

Um peão de rodeio, identificado pelas iniciais A.R.M., natural do município de Assis Brasil, será transferido para o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (HUERB) na capital do Acre após ser pisoteado durante um rodeio na noite deste sábado, 15, em Brasiléia.

De acordo com informações do hospital local, A.R.M. não conseguiu se segurar no animal durante a montaria, caindo e sendo pisoteado na região da cabeça. O acidente resultou em um possível trauma no lado direito, além de fratura no maxilar.

Devido os ferimentos, a equipe médica de Brasiléia decidiu transferir o peão para a capital, onde ele poderá receber cuidados médicos mais avançados e especializados no HUERB. O peão está consciente sem qualquer perigo maiores.

Um incidente semelhante teria ocorrido na sexta-feira, 14, mas não foi grave e o peão já está na ativa. Segundo a organização do evento, todos os cuidados são tomados para esse tipo de evento, onde existe uma apólice, tipo de seguro para garantir o apoio para os organizadores, atletas, vaqueiros, juízes, peões, palhaços salva vidas, madrinheiros(as) porteireiros, Staff e demais envolvidos, caso venham sofrer alguns imprevistos.

Comentários

Continue lendo