Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Assessoria – CMB

A Câmara Municipal de Brasileia realizou na noite desta terça-feira (17) a terceira Sessão Ordinária do terceiro ano Legislativo, décima terceira Legislatura. Em virtude do espaço físico do Poder Legislativo ter ficado danificado devido ao transbordamento do rio Acre, as duas últimas Sessões realizadas no município tem acontecido fora do prédio da Câmara.

Na referida Sessão estiveram presentes os Vereadores Bil Rocha (PMDB), Marivaldo (PMDB), Rogério Pontes (PMDB), Tereza Xavier (PT), Fernanda Hassem César (PT), Rosildo de Freitas (PT), Erizete Lima (PT), Joelson Pontes (PP), Marcos Tibúrcio (PSDB) e o Presidente Mário Jorge Gomes Fiesca (SDD).

Em uso a Tribuna o Vereador Bil Rocha (PMDB), a exemplo da Sessão anterior, novamente comentou a respeito da enchente que atingiu o município e apresentou indicação para que o Governo do Acre informe o valor do recurso gasto para ajudar o município e que a Coordenadoria municipal de Esporte inclua em sua agenda o primeiro torneio de seleções do Alto Acre. Bil reapresentou indicação para que o Executivo providencie trabalho de desobstrução de um bueiro na Rua Marechal Rondon. E que a Prefeitura de Brasileia, através da Secretaria de Ação Social providencie outro local para melhor comodidade das pessoas que estão abrigadas no Ginásio de Esportes Eduardo Lopes Pessoa. O vereador solicitou ainda que as pessoas sejam ressarcidas com o dinheiro gasto por elas para manutenção de suas casas, via Prefeitura de Brasileia.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

A Vereadora Fernanda Hassem César (PT) falou a respeito do plano de trabalho pós-enchente a apresentou indicação para que o Prefeito venha a Sessão prestar esclarecimentos a respeito do referido plano de trabalho. “O município precisa atender todos os bairros de forma igualitária”, afirmou. A vereadora solicitou que os bueiros das Ruas Geny Assis sejam desobstruídos. Apresentou também indicação para que o Executivo informe onde estão funcionando os órgãos do município. “A prefeitura precisa informar a população sobre seus serviços básicos”, disse.

Erizete Lima, Vereadora do Partido dos Trabalhadores, falou da angústia da população em não saber onde estão funcionando as secretarias do município. Sobre a área do Nazaré, Erizete Lima mencionou a respeito de uma reunião dos vereadores com o Governador, onde na oportunidade o mesmo garantiu 500 moradias, desde que o Executivo entrasse em contrapartida doando a área de terra para a construção das residências.

O Vereador Joelson Pontes (PP) apresentou indicação para que a Prefeitura crie em seu organograma o cargo de Gerente ou Diretor da Defesa Civil municipal. “Que esse cargo seja preenchido por uma pessoa do quadro permanente do município, pois é um cargo que pode ajudar muito no socorro às vitimas”, afirmou Joelson, que solicitou ainda que a prefeitura informe sobre a liberação do FGTS. E que o Governo anistie os comerciantes dos impostos cobrados por eles. Que a Secretaria de indústria e comercio esteja em Brasileia disponibilizando apoio aos munícipes e que o Executivo convide o Departamento Estadual de Trânsito para que o órgão verifique os principais problemas nessa área. Que seja encaminhado documento a Secretaria de Habitação do Governo do Estado para buscar, em parceria com o município, soluções para o problema habitacional em Brasileia. “Existem questões que não são respondidas de forma política, mas de forma técnica”, avaliou o vereador.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Em seu pronunciamento, o vereador Marcos Tibúrcio (PSDB) afirmou sua solidariedade em relação às famílias que ainda se encontram nos abrigos. “Fazer politicagem diante de uma situação dessas é inaceitável”, afirmou. Marquinho também solicitou informações do Governo do Estado a respeito dos gastos em decorrência da enchente. “Eu não vou me calar diante dos problemas. O Governo do Estado não precisa fazer reunião no município e convidar apenas os vereadores do PT, nos deixando de fora das informações”, salientou. Marquinho apresentou indicação para que o INSS informe onde o órgão está funcionando. E que a Eletrobrás providencie transformadores no bairro Alberto Castro. Que o Governo do Acre informe a forma de ajuda aos comerciantes do município de Brasileia. Que o ‘Luz Para Todos’ providencie iluminação em áreas do Porto Carlos. E que a Secretaria de Ação Social informe a quantidade de pessoas que estão nos abrigos. O vereador fez o pedido para raspagem na Rua Manoel Marinho Monte.

O vereador Marivaldo (PMDB) iniciou sua fala agradecendo a todos os voluntários que ajudaram durante a cheia do rio Acre. “Muitas pessoas estiveram ajudando e elas merecem nosso reconhecimento pela valiosa ajuda prestada a população”, enfatizou. O vereador apresentou indicação para a Gerência da Caixa Econômica Federal para que informe sobre o funcionamento do referido banco. Que o Poder Legislativo encaminhe documento aos Correios de Brasileia para que o órgão informe sobre o atendimento.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O vereador Rogério Pontes (PMDB) falou a respeito dos serviços do Bradesco e solicitou informação sobre o funcionamento do banco. Rogério colocou seu mandato à disposição da população do bairro 28 de Maio.

Rosildo de Freitas (PT) iniciou seu pronunciamento mencionando a estrutura fornecida pelo Governo do Estado durante a enchente. E solicitou que a Câmara de Brasileia envie Moção de Aplauso a Presidente Dilma Roussef. “Hoje mais de 300 pessoas não tem endereço em Brasileia. E essa situação tem que ser resolvida”, disse Rosildo, que afirmou que a Câmara de Brasileia é o maior poder do município. O vereador falou a respeito do inicio do ano letivo na escola do quilômetro 26 e solicitou trabalho de melhoramento para escoamento. E solicitou que seja convocado o Conselho Tutelar para saber informações a respeito do salário dos Conselheiros, que de acordo com o vereador é o menor de todos os municípios do Acre.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

O presidente da Câmara Municipal de Brasileia, Mário Jorge (SDD) solicitou do Executivo informações A respeito do FGTS e que a Secretaria de Obras realize trabalho de reparos no bairro Marcos Galvão. A respeito da ajuda dada pelo Governo do Estado mencionada pelo Vereador Rosildo, o presidente da Câmara disse que essa ajuda é o mínimo que o Governo pode fazer por Brasileia. “Essa ajuda era obrigação do Governo ao povo de Brasileia”, enfatizou Mário Jorge. Sobre a problemática da invasão, o presidente afirmou que a prefeitura detém em seu poder a documentação da área. “O prefeito está buscando mecanismos para que, de forma legal, repasse informações e ajude a população. Estaremos convocando todos os vereadores para irmos junto ao prefeito no intuito de ajudar”, acrescentou. Sobre a Moção de Aplauso solicitada pelo Vereador Rosildo, o presidente da Câmara disse votar contra essa matéria. “O Brasil inteiro está protestando contra a presidente, a maioria do país protestando e nós solicitando Moção de Aplauso. Para uma Presidente, que por sinal, está acabando com nosso país”, salientou. O presidente da Câmara disse ainda que tem lutado pelo direito da população. E finalizou afirmando que o município vive um momento complicado, mas nenhum vereador está de braços cruzados.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

Comentários