Dois veículos se envolveram num acidente no mesmo tempo após baterem num buraco no km 12 BR 317.
Alexandre Lima

Os dados ainda estão sendo levantados pelas autoridades locais, mas, já estão na realidade de alguns motoristas que deverão correr atrás dos prejuízos causados pelos buracos existentes e os que estão teimando em aparecer.

Nas últimas 12 horas, cerca de três veículos tiveram perca total após baterem em buracos existentes no trecho entre Xapuri e Epitaciolândia, cerca de 55 quilômetros. A viagem que deveria demorar cerca de três horas no máximo feito em carros particulares, aumentou quase uma hora.

Para quem tenta se arriscar em fazer em menos tempo, estará correndo o risco de se envolver num acidente que poderá custar a vida, ou ficar com sequelas para toda a vida. Neste meio, está o aumento nos fretes e consequentemente, os produtos da cesta básica.

Na manhã desta quinta-feira, dia 13, por volta das 6h00, três acidentes foram registrados. Um no km 12, dentro dos limites do município de Epitaciolândia, onde envolveu dois carros pequenos, sendo um táxi e um particular que estaria uma família.

Segundo foi levantado, os acidentes ocorreram no mesmo tempo, quando tentaram desviar de um buraco na BR. Milagrosamente, mesmo com capotamento dos veículos, todos os ocupantes sofreram apenas ferimentos leves.

Todos foram socorridos pelos Bombeiros e levados ao hospital de Brasiléia, onde foram medicados e liberados logo em seguida. Momentos depois, já no km 40 mesmo trecho da BR, aconteceu outro.

Seu Luiz Medeiros, junto com seu funcionário, Francisco Cavalcante, escaparam do acidente com ferimentos pelo corpo.
Francisco, o motorista, sofreu uma forte pancada na cabeça.

Desta vez, envolveu uma camionete, de propriedade de um comerciante da cidade de Assis Brasil. Seu Luiz Medeiros (68) junto com seu funcionário, Francisco Cavalcante (39) que se deslocavam da Capital com uma carga para seu estabelecimento numa pick-up com uma carroça no guincho.

Francisco, o motorista, disse que foi muito rápido ao tentar desviar de um buraco. A pick-up capotou na estrada deixando toda a carga espalhada pela BR. Ambos sofreram pequenos ferimentos pelo corpo e foram socorridos por terceiros ao hospital de Brasileia, onde receberam atendimento e ficaram em observação, sendo liberados algumas horas depois.

Em tempo, a BR 317 que liga a regional do Alto Acre à Rio Branco, capital num trecho de 330 km, está se tornando uma estrada perigosa. Sem uma previsão por parte do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), que recentemente teve uma superintendência instalada no Acre, a estrada foi administrada pelo Governo do Acre onde realizou várias obras que não duraram mais que um ano.

Comentários