Na troca de tiros, um policial boliviano também foi atingido e passa bem.
Polícia ainda investiga se a identidade dos envolvidos é verdadeira.

Brasileiros foram mortos ao tentarem resgatar preso em presídio da Bolívia (Foto: Dayanne Saldanha/G1)
Brasileiros foram mortos ao tentarem resgatar
preso em presídio da Bolívia
(Foto: Dayanne Saldanha/G1)

G1

Na madrugada desta segunda-feira (17), dois brasileiros foram mortos ao tentarem invadir o presídio de Guayaramerin, na Bolívia, fronteira com o Brasil, para resgatar um terceiro homem, que estava preso. Na troca de tiros, um policial boliviano também foi atingido e passa bem.

A unidade prisional funciona no mesmo prédio da Polícia Nacional Boliviana e, de acordo com o coronel Fredy Roca, por volta das 2h30 os agentes saíram para atender a uma ocorrência, mas ao chegar ao local indicado perceberam se tratar de um falso comunicado. Foi neste momento que os dois homens invadiram a unidade em uma motocicleta e armados com fuzis. “Entraram no presídio com armas de grosso calibre e se enfrentaram com os policiais”, relata o coronel. Vinte policiais estavam no local no momento do ocorrido.

Na troca de tiros, um policial foi atingido na altura do abdômen, mas passa bem. Os dois homens morreram ainda no local. Eles portavam documentos com os nomes de Raimundo Nonato da Costa Almeida, de 35 anos, e Luis da Silva Costa, de 22 anos, mas, de acordo com a polícia, pode ser que sejam identidades falsas. Os corpos foram encaminhados para o Hospital General de Guayaramerin para exames de identificação.

O chefe da Polícia Federal em Guajará-Mirim (RO), Julio Mitsuo Fujiki, esteve no país vizinho para auxiliar a polícia local. “Solicitaram nossa ajuda para identificar os corpos. Se forem brasileiros, a família deve solicitar para enterrar no Brasil”, explicou o delegado. Segundo ele, a identidade do brasileiro preso também é investigada e as suas impressões digitais foram colhidas para averiguação. Ele está preso desde a última sexta-feira (14), mas o motivo não foi revelado.

Comentários