A rede apoiará os municípios na realização de um diagnóstico detalhado, oferecendo dados que poderão embasar a construção de políticas públicas mais acertadas para a primeira infância e alinhadas a outras agendas estratégicas locais.

O projeto pretende ainda apoiar a implementação e monitoramento de Planos Municipais pela Primeira Infância
Por Raimari Cardoso 

A Rede Brasileira Urban95 é uma iniciativa da Fundação Bernard Van Leer e do Instituto Cidades Sustentáveis para promover, desenvolver e fortalecer programas e políticas públicas voltadas ao bem-estar e qualidade de vida das crianças de 0 a 6 anos de idade.

___________________

Brasiléia é o único município da região Norte a aderir ao projeto, juntamente com as cidades brasileiras de Aracaju, Caruaru, Campinas, Crato, Fortaleza, Ilhéus, Jundiaí, Niterói, Pelotas e Ubiratã, além de São Paulo, Recife e Boa Vista.

___________________

Nesta quarta-feira, 13, a prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, participou de uma videoconferência de repactuação do projeto da Rede Urban95, onde se colocou à disposição para firmar parcerias que beneficiem as crianças de 0 a 6 anos de Brasiléia e agradeceu por estar participando do projeto.

A rede apoiará os municípios na realização de um diagnóstico detalhado sobre a experiência e acesso de crianças e bebês às cidades, oferecendo dados que poderão embasar a construção de políticas públicas mais acertadas para a primeira infância e alinhadas a outras agendas estratégicas locais.

A secretaria executiva da rede oferecerá apoio técnico nos temas de urbanismo, mobilidade, gestão de dados, ciência do comportamento, comunicação com foco em crianças pequenas e seus cuidadores e uma consultoria para o aprimoramento de políticas e programas oferecidos por especialistas na área.

Com o objetivo final de construir espaços públicos seguros, inspiradores e democráticos nas cidades, o projeto pretende ainda apoiar a implementação e monitoramento de Planos Municipais pela Primeira Infância, mecanismos que garantam a contínua priorização da agenda para a primeira infância pelos gestores públicos.

*Com informações disponíveis na página da Rede Urban95 no site do Instituto Cidades Sustentáveis.

Comentários