Conecte-se conosco

Cotidiano

Brasil vence na estreia e vai à 2ª rodada do Mundial de Tênis de Mesa

Publicado

em

Bruna Takahashi (Brasil) durante partida das oitavas de final do individual feminino do tênis de mesa nos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Data: 05.08.2019. Crédito obrigatório: Abelardo Mendes Jr/ rededoesporte.gov.br

As equipes brasileiras feminina e masculina estrearam com vitória na madrugada desta sexta-feira (30) no Mundial de Tênis de Mesa em Chengdu (China) e avançaram à segunda rodada . O trio feminino (irmãs Bruna e Giulia Takahashi, e Laura Watanabe) sobrou diante da África do Sul: ganhou por 3 sets a 0 (11/4, 11/5 e 11/1). Elas voltam a jogar hoje (30), às 23h (horário de Brasília), contra a Itália. A partida será transmitida ao vivo no YouTube do Mundial. As brasileiras no Grupo 3 (os demais integrantes são França e Hong Kong, este último cabeça de chave).

O time masculino – Hugo Calderano, Vitor Ishiy e Eric Jouti – também levou a melhor sobre a Dinamarca no primeiro duelo da competição: triunfo por 3 sets a 1 ((9/11, 11/9, 11/6 e 11/9). O próximo duelo dos brasileiros será contra Portugal, neste sábado (1º de outubro), também transmissão ao vivo. O Brasil é cabeça de chave do Grupo 6, que tem ainda Eslováquia.

Partidas

Na estreia das brasileiras contra as sul-africanas, a primeira a competir foi Bruna Takahashi, de 22 anos, que atropelou Muskiquh Kalan em sets diretos ((11/4, 11/2 e 11/5). Sem seguida, a irmã Giulia, de 17 anos, em sua estreia em Mundiais, superou com facilidade Danisha Patel, também por 3 sets a 0 ((11/3, 11/4 e 11/7). Por último, foi a vez de outra debutante na competição:  Laura Watanabe, de 18 anos. A mesatenista não poupou a adversária, triunfando por 3 a 0 (11/4, 11/5 e 11/1).

Diferente das meninas, os brasileiros tiveram de quebrar a estratégia dinamarquesa para assegurar a vitória. O carioca Hugo Calderano, número cinco do mundo, passou fácil por Martin Buch Andersen, terceiro atleta da Dinamarca, ganhando em sets diretos 1/5, 11/5 e 11/. No duelo seguinte, Vitor Ishiy enfrentou Anders Lind e perdeu por 3 sets a 1 (11/7, 9/11, 12/10 e 11/5). Na sequência, Erick Jouti devolveu o placar diante do canhoto Tobias Rasmussen: ganhou por 3 a 1 (11/7, 9/11, 12/10 e 11/5). Quem selou a vitória do Brasil foi Calderano que fechou a última partida em 3 a 1 ( (9/11, 11/9, 11/6 e 11/9).

Comentários

Cotidiano

Prefeito Tião Bocalom suspende temporariamente Lei destinada a lojistas do Shopping Aquiri

Publicado

em

 

O prefeito Tião Bocalom (PP) suspendeu, provisoriamente, o artigo 17 da Lei Complementar nº 92/2020, que impede comerciantes de vender ou transferir lojas adquiridas no Shopping Popular.

Conforme a prefeitura, o artigo 17 da Lei Complementar de julho de 2020 destaca que “Os contratos de concessões de uso de espaços públicos firmados anteriormente entre os comerciantes e o município de Rio Branco ficam automaticamente revogados após a inserção do comerciante no Aquiri Shopping”.

Bocalom disse que a medida será válida até sair um parecer jurídico da Procuradoria Geral do Município (PGM):

“Estamos buscando caminhos jurídicos para poder evitar tamanho prejuízo a essas pessoas que estão ali há tantos anos trabalhando e que têm o direito adquirido na nossa Lei Municipal. Então, está suspenso, por enquanto, até que tenhamos o parecer jurídico da PGM”, disse.

De acordo com o artigo, o lojista ficava impedido de vender ou fazer a transferência onerosa, além de, no caso de morte ou doença incapacitante, transferir o ponto comercial a um parente, o que vinha sendo criticado por muitos comerciantes.

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Vasco confirma saída de cinco jogadores

Publicado

em

Se preparando para voltar a disputar a primeira divisão do Campeonato Brasileiro e com aporte financeiro em 2023, o Vasco deve reformular completamente o seu elenco para a próxima temporada. Seguindo essa lógica, o clube anunciou nesta quarta a saída de cinco jogadores: Bruno Tubarão, Danilo Boza, Fábio Gomes, Luiz Henrique e Raniel.

Todos os jogadores acima estavam emprestados ao cruzmaltino e não terão seus vínculos renovados. Raniel foi de longe o mais utilizado entre os dispensados, disputando 45 jogos e marcando 16 gols durante a temporada 2022. Danilo Boza disputou 17 partidas, Fábio Gomes nove, Bruno Tubarão dez e Luiz Henrique, por fim, 13.

Após decidir não renovar com Jorginho para a próxima temporada, o Vasco ainda não tem um treinador definido para 2023. Antes de definir reforços para o elenco, a diretoria deve buscar acordo com um nome para o comando técnico.

OGol

Comentários

Continue lendo

Cotidiano

Marrocos vence Canadá, conquista a liderança do Grupo F e volta às oitavas após 36 anos

Publicado

em

O Marrocos precisava apenas de um empate para avançar na Copa do Mundo, mas foi atrás de mais e venceu o Canadá por 2 a 1, com uma grande atuação no primeiro tempo. O resultado além de recolocar os africanos nas oitavas de final após 36 anos, também garantiu a primeira posição no Grupo F.

Na liderança, os marroquinos aguardam a definição do Grupo E para conhecer seu adversário nas oitavas de final. O Canadá se despediu da Copa mais uma vez sem pontuar com três derrotas.

Efetividade marroquina

Mesmo dependendo de apenas um empate para avançar, o Marrocos não se acomodou com o resultado e começou a partida em cima do Canadá. A ofensividade dos Leões do Atlas foi recompensada logo no início com uma grande falha da defesa adversária. Aos 4, o goleiro Borjan foi sair jogando e errou o passe, que caiu nos pés de Ziyech. O atacante marroquino mandou de primeira para o gol livre.

O gol cedo não abalou o Canadá que buscava sua primeira vitória em Copas do Mundo. Após sofrer a desvantagem, os Canucks equilibraram a posse de bola, passaram a construir jogadas com a bola nos pés e subiram a marcação contra o Marrocos.

O problema estava no efeito colateral da ofensividade canadense. Efetivo quando ia ao ataque, o Marrocos esperou o momento certo para dar seu segundo golpe. Aos 23, Hakimi encontrou belo passe e lançou En-Nesyri em velocidade, o atacante chegou antes da marcação e encheu o pé para estufar as redes: 2 a 0.

Com a vantagem ampliada, o Marrocos esperava ter ainda mais tranquilidade para administrar o resultado, mas os africanos viram o Canadá crescer o volume de jogo e descontar antes do intervalo. Aos 41, Larin fez jogada pela esquerda e cruzou forte, a bola desviou no zagueiro Aguerd e enganou o goleiro marroquino, no primeiro gol contra da Copa do Catar.

Vantagem assegurada e liderança confirmada

O Marrocos voltou elétrico para o segundo tempo. Procurando retomar a vantagem confortável, os Leões do Atlas intensificaram suas ações ofensivas e empurraram o Canadá para o campo de defesa. Sem a efetividade do primeiro tempo, a seleção não conseguiu manter o ritmo por muito tempo e viu mais uma vez o Canadá crescer na partida.

Mesmo eliminados, os canadenses não se contentaram com a derrota e equilibraram o confronto. Com mais posse de bola, os Canucks alugaram o campo de ataque e mudaram completamente o panorama do jogo. Sem ceder espaços para os contragolpes marroquinos, o Canadá martelou a defesa adversária em busca do empate.

Na melhor oportunidade, Hutchinson aproveitou escanteio para subir mais alto do que a defesa e cabecear no travessão. A bola caprichosamente respingou em cima da linha, mas não entrou. Na sobra, Johnston mandou por cima do gol.

Na reta final, o Canadá foi para o tudo ou nada para tentar conquistar ao menos seu primeiro ponto em Copas do Mundo. No desespero, as chances não apareceram, pelo contrário, foi o que teve a oportunidade Marrocos para ampliar a vantagem, mas não caprichou. No fim, o primeiro tempo recheado de gols definiu o resultado da partida. Melhor para os Leões do Atlas que voltam às oitavas da Copa do Mundo, fato que não acontecia desde 1986.

Comentários

Continue lendo

Em alta