fbpx
Conecte-se conosco

Flash

STF libera extradição de chefão da Telexfree, Carlos Wanzeler, para os EUA

Publicado

em

Ministros da Segunda Turma do Supremo decidiram autorizar o envio do empresário para os Estados Unidos por conta da atuação da empresa também em território americano

A defesa do empresário alegou que a nacionalidade norte-americana foi obtida por motivos familiares, diante da demora das autoridades locais em liberar o visto de imigrante para ele e sua filha.

Com A Tribuna
A Policia Federal (PF) prendeu o empresário Carlos Nataniel Wanzeler, ex-sócio da Telexfree, empresa que responde a diversas ações no Brasil pela acusação de prejudicar consumidores por meio de um suposto esquema de pirâmide financeira.
Por unanimidade, a Segunda Turma do STF (Supremo Tribunal Federal) atendeu a um pedido do governo dos Estados Unidos e autorizou a extradição do empresário americano Carlos Nataniel Wanzeler, um dos donos da TelexFree – empresa responsável por um esquema de pirâmide que vitimou um milhão de pessoas em todo o mundo e arrecadou 3 bilhões de dólares (mais de R$ 16 bilhões na cotação atual).
No Acre, a empresa enganou milhares de pessoas que perderam suas economias e que, durante muito tempo, acreditaram nas mentiras da empresa e seus advogados e ainda esperam recuperar o dinheiro.
_________________

Wanzeler foi preso quinta-feira (20), em Búzios, no Rio de Janeiro, por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski.

_________________
O ministro aceitou pedido feito pelo governo dos Estados Unidos, onde o empresário é alvo de mandado de prisão pelo suposto cometimento dos delitos de fraude eletrônica e transações monetárias de atividade ilegal, crimes que também teriam ocorrido em operações da Telexfree naquele país. Pela decisão, o governo norte-americano terá 60 dias para fazer o pedido formal de extradição.
A prisão de Carlos Wanzeler foi efetivada dois dias após o STF manter a decisão do Ministério da Justiça, assinada em 2018, que decretou a perda da nacionalidade brasileira do empresário.
No julgamento, os ministros da Segunda Turma do STF rejeitaram recurso de defesa e entenderam que o empresário não tem mais a cidadania brasileira por ter adquirido a norte-americana, em 2009.
A decisão foi baseada nos termos do Artigo 12, §4º, Inciso II, da Constituição. Pelo dispositivo, é declarada a perda da nacionalidade do brasileiro que adquirir outra nacionalidade. De acordo com a Constituição, se a nacionalidade tivesse sido mantida, Wanzeler não poderia ser extraditado.
Durante o julgamento, a defesa do empresário alegou que a nacionalidade norte-americana foi obtida por motivos familiares, diante da demora das autoridades locais em liberar o visto de imigrante para ele e sua filha.
O ex-sócio da Telexfree também tinha o Green Card, visto de entrada liberada nos Estados Unidos. Sobre a eventual extradição, os advogados alegam que o empresário tem o direito de responder ao processo no Brasil por ser acusado pelos mesmos fatos nos Estados Unidos.

Comentários

Continue lendo

Flash

BOPE e COE realizam grande apreensão de 11kg de drogas e arma na zona rural de Brasileia

Publicado

em

Foto: Ascom/PMAC

Nesta quarta-feira, 17 de julho, policiais militares do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do Comando de Operações Especiais (Coe) realizaram apreensão de entorpecentes, uma arma de fogo e uma motocicleta na zona rural de Brasileia. A ação fez parte da operação “Protetor das Fronteiras e Divisas”.

Durante a operação, os militares abordaram um indivíduo na BR-317. Após uma busca pessoal, foram encontrados mais de 11 quilos de substância semelhante a skunk dentro de uma mochila, além de uma pistola e sete munições. A motocicleta que o suspeito conduzia apresentava uma placa adulterada, aumentando as suspeitas de atividades ilícitas.

Foto: Ascom/PMAC

O suspeito, juntamente com todo o material apreendido, foi encaminhado à delegacia de Epitaciolândia para que fossem tomadas as providências legais cabíveis. A operação, que visa reforçar a segurança nas fronteiras e divisas, demonstrou a eficácia das forças especiais em combater o tráfico de drogas e outras atividades criminosas na região.

A apreensão realizada pelos policiais do Bope e Coe destaca a importância das operações de segurança nas áreas fronteiriças. A operação “Protetor das Fronteiras e Divisas” continua a ser uma ferramenta crucial na luta contra o crime organizado na região do Acre.

Comentários

Continue lendo

Flash

Por problema de saúde, Suly Guimarães pode não ser mais candidata à prefeita de Brasileia

Publicado

em

Suly Guimarães passará por exames em Goiânia – Foto: arquivo

Por Leônidas Badaró

Um anúncio feito na tarde dessa quarta-feira, 17, pode mudar a configuração da eleição no município de Brasileia, na região do Alto Acre. Anunciada como pré-candidata da atual gestão, a chefe de gabinete de Fernanda Hassem, Suly Guimarães, pode não ser mais candidata.

A causa seria um problema de saúde. O site ac24horas conversou com Fernanda Hassem, que explicou a situação.

“A Suly é uma mulher honesta, capacitada e meu braço direito todos esses anos de gestão. Ela é a minha pré-candidata. Só que em 2018, apareceu um nódulo na mama, ela fez o tratamento e não foi recomendado que ela tirasse. Agora em 2022, apareceu outros sinais na mama e no útero. Há quase dois meses nesse ritmo de frenético de campanha, ela teve sangramentos e a opção é de que ela fosse para Goiânia para ser avaliada pelos médicos dela. Ela segue tendo a nossa confiança e só não será candidata se os médicos decidirem que ela precisa passar por um procedimento cirúrgico”, disse Fernanda.

A decisão sobre sua candidatura será feita nesta quinta-feira, 18. Suly tem uma consulta marcada em Goiânia, onde se encontra para avaliação médica.

Dependendo da orientação dos médicos, vai anunciar a sua permanência ou não como candidata à prefeita de Brasileia. Os partidos que apoiam Suly já decidiram que, caso a mesma não seja candidata, o nome escolhido é de Carlinhos do Pelado, atual vice-prefeito de Fernanda Hassem.

Comentários

Continue lendo

Flash

PROCON pode fiscalizar vendas de alimentos vencidos em restaurantes e comércios de Epitaciolândia

Publicado

em

O PROCON que atende a regional do Alto Acre está em alerta após receber informações sobre a venda de alimentos vencidos em diversos estabelecimentos da região, apesar de ainda não haver denúncias formais registradas. O órgão de defesa do consumidor está pronto para agir e garantir a segurança alimentar dos cidadãos, buscando evitar riscos à saúde pública.

Informações apontam que alguns restaurantes e lanchonetes estão comercializando produtos alimentícios fora do prazo de validade. Entre os itens mencionados estão comidas (marmita, almoço), salgados, doces como bolo e pudim, alguns desses permanecem à venda por mais de cinco dias, além de lanches acompanhados de maionese caseira ultrapassada. O consumo desses produtos pode causar sérias infecções intestinais, além de outras complicações de saúde, como intoxicação alimentar.

Consumir alimentos vencidos ou mal conservados pode resultar em uma série de problemas de saúde, incluindo:

  • Intoxicação Alimentar: Sintomas incluem náuseas, vômitos, dores abdominais e diarreia.
  • Infecções Intestinais: Podem ser causadas por bactérias, vírus ou parasitas presentes em alimentos contaminados.
  • Complicações Graves: Em casos mais severos, especialmente em crianças, idosos e pessoas com imunidade comprometida, podem ocorrer complicações sérias que necessitam de atendimento médico urgente.

O PROCON sempre orientou os consumidores a buscarem informações e a estarem atentos às condições dos produtos que adquirem. É essencial verificar a data de validade e as condições de armazenamento dos alimentos. O órgão reforça que denúncias podem ser feitas de forma anônima, garantindo a segurança de quem reporta as irregularidades.

Para fortalecer a fiscalização e garantir que todos os alimentos comercializados estejam dentro das normas de segurança e validade, o PROCON incentiva a população a denunciar qualquer irregularidade observada. Com base nas denúncias recebidas, o PROCON pode intensificar suas ações de fiscalização e assegurar que os estabelecimentos cumpram as normas de segurança alimentar.

O PROCON do Alto Acre está localizado junto com a OCA, no Centro Cultural de Brasileia, no bairro Ferreira Silva. Os consumidores que desejarem fazer uma denúncia ou buscar mais informações podem se dirigir ao local para atendimento. A colaboração da população é crucial para assegurar a qualidade dos produtos e a saúde de todos.

Comentários

Continue lendo