O deputado estadual José Bestene (Progressista) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para defender que setores da saúde pública sejam terceirizados, com o repasse de serviços à iniciativa privada começando pelas unidades de saúde do Alto Acre, que engloba as cidades de Xapuri, Assis Brasil, Brasiléia e Epitaciolândia.

Segundo Bestene, o discurso sobre a terceirização foi amplamente criticado pelos parlamentares que se manifestam contra a ideia do governo de Gladson Cameli, mas, no entendimento do correligionário do governador, essa é a única saída pra valorizar servidores e manter trabalhadores nas unidades de saúde que atualmente não dispõe dos profissionais necessários.

“Quando veio à tona a questão da terceirização, um monte de gente se manifestou ao contrário. Isso tem que acontecer começando pelo Alto Acre. Temos um monstro de um hospital lá, mas aquela população é mal assistida, é por isso que eu defendo essa terceirização. E não é passar para qualquer empresa, mas empresas experientes que já fazem isso em outros lugares, que tem capacidade”, justificou o parlamentar.

Bestene também garantiu que conversaria com os gestores da Maternidade Bárbara Heliodora para saber o que está acontecendo dentro da unidade de saúde. Segundo o parlamentar, apenas uma criança teria morrido, como chegou ao conhecimento dele, mas o caso será apurado a fundo, de forma a esclarecer os problemas que pairam sobre a maior maternidade do estado acreano.

Comentários