Por Alcinete Gadelha

Após o deputado federal Alan Rick, que está com a esposa Michele de Araújo Miranda, de 37 anos, internada na UTI com Covid-19 iniciar uma campanha por doação de leite materno para o filho recém-nascido, Pedro, pelo menos 25 novos cadastros foram feitos junto ao Banco de Leite Humano (BLH) da Maternidade Bárbara Heliodora, banco de leite de referência do estado, em Rio Branco, até esta quinta-feira (18).

“Tivemos um total de 25 procuras para doação, dessas algumas o telefone fica na caixa postal, outras não atendem, mas já tivemos umas que já estão doando e outras que tem leite para buscar. Como ainda está com poucos dias, iremos, com certeza, aumentar nosso estoque e que as mesmas continuem ajudando outros bebês a sobreviverem com suas doações”, informou o coordenador do banco de leite, Hélio Pinto.

O pedido do deputado foi feito na última segunda (15), por meio de uma rede social. Na postagem, o deputado destacou que o filho está saudável, sendo alimentado por sonda e recebendo soro endovenoso para manter a hidratação.

O pequeno Pedro completou nove dias de nascido e é acompanhado por uma equipe pediátrica do hospital onde está internado na capital acreana. Já a mãe, Michele, foi transferida para um hospital em Brasília, na terça (16). O boletim dela ainda não foi atualizado nesta quinta (18) mas, segundo o último, na quarta (17), o deputado informou que ela havia passado por exames e continuava com quadro clínico estável.

O coordenador do banco de leite informou que ainda não é possível apresentar um balanço de quantas destas 25 mães já fizeram a doação, mas ele afirma que o estoque está baixo, com menos de 10 litros e que com a divulgação da campanha para o filho do deputado, aumentou a procura e ele espera que continue crescendo para suprir a demanda.

“Esperamos que todas as mães que estão amamentando possam continuar a doação, pois temos vários bebês prematuros de baixo peso em nossas UTIs”, acrescentou.

Parto de emergência

Michele estava no oitavo mês de gestação quando teve que ser submetida a um parto de emergência. Diagnosticada com Covid-19, o estado de saúde dela se agravou devido a uma pneumonia e, por isso, os médicos preferiram retirar o bebê, que é o primeiro filho do casal. Ela chegou a ser retirada da intubação na manhã do dia 11, mas, na tarde do mesmo dia, foi intubada novamente após piora na oxigenação.

O procedimento também foi necessário porque Michele estava com 80% dos pulmões comprometidos devido à doença.

Alan Rick também testou positivo para a Covid-19, mas conseguiu se recuperar e está curado. Dois funcionários dele também pegaram a doença, sendo um deles o motorista, que recebeu alta médica nesta segunda. O segundo servidor do deputado segue internado em recuperação pela doença.

No dia 14, o deputado postou um vídeo após visitar o filho na UTI Neonatal. Ele agradeceu o carinho e mensagens de apoio que tem recebido e pediu orações para a mulher.

Comentários