As aulas presenciais na rede estadual de ensino só devem ser retomadas após chegada ao Acre das vacinas contra o coronavírus. Foi o que disse o governador Gladson Cameli na manhã desta quarta-feira (19).

As escolas suspenderam as atividades presenciais no dia 17 de março, após a confirmação dos primeiros casos de covid-19 no estado. Desde lá, a gestão disponibiliza conteúdos pela internet e TV aberta, via Amazon Sat.

O secretário de Educação, Cultura e Esportes (SEE) Mauro Sérgio Cruz informou que o ano letivo não parou. Cerca de 25% da grade será realizada de forma remota. Além disso, estudantes do último ano do Ensino Médio deverão fazer uma espécie de pré-Enem intensivo para que possam responder a prova sem maiores prejuízos.

No início do mês, reunião do Fórum Estadual de Educação decidiu suspender as aulas por tempo indeterminado até que a pandemia estivesse sob controle.

As atividades escolares não entraram na tabela de divisão de classificação de risco por ter, segundo a gestão, dinâmica complexa que envolve cerca de 150 mil alunos, uso de transporte coletivo, aglomerações em sala de aula, risco a familiares, entre outros aspectos.

Segundo ele, o poder público não pode colocar em risco a saúde dos estudantes e seus familiares.

Comentários