Deputada Leila Galvão (PT) – Foto: Alexandre Lima/arquivo

Uma audiência pública deve acontecer na manhã desta quinta-feira, 27, na cidade Brasileia para discutir questões de segurança na região fronteiriça. O evento deve reunir gestores das cidades Assis Brasil, Epitaciolândia e Xapuri, representantes da cidade boliviana de Cobija, além do secretário de Segurança Pública do Acre, delegado Emylson Farias, comando da Polícia Militar, dirigentes das polícias Federal e Rodoviária Federal.

A audiência foi requerida pela deputada estadual Leila Galvão (PT) durante pronunciamento na Assembleia Legislativa. A parlamentar considera que tem havido um crescimento muito grande dos índices de criminalidade naquela região e defende quer gestores e instituições ligadas à área discutam ações integradas para a redução da violência, tráfico de drogas, roubos e furtos.

“Creio que ações integradas entre as administrações municipais, instituições do Estado e do governo federal, com o apoio do governo boliviano, poderá contribuir sensivelmente para a redução da taxa de crimes registrada na região”, explicou Leila.

Outra preocupação apresentada pela deputada petistas, é a presença de membros de facções criminosas que têm atuado nos municípios do Alto Acre.

“Essa é uma região de fronteira onde há um grande fluxo de drogas que vem da Bolívia e do Peru. Por conta disso, notamos o crescimento de crimes de diversos tipos, a maioria ligadas à questão dos entorpecentes.”

A audiência acontece a partir das 8 horas, no Centro de Educação Permanente, no centro de Brasileia.

Comentários