fbpx
Conecte-se conosco

Flash

Atraso na entrega da ponte sobre o Rio Madeira, em Rondônia, poderá ser investigado pelo MPF

Publicado

em

A representação deverá ser recebida por membro do MPF que atua na área de Direitos Sociais e Atos Administrativos em Geral em Rondônia

O término das obras estava previsto para 2017, e das diversas promessas feitas pelo Governo Federal com datas para a finalização, ainda não se tem certeza sobre o término efetivo da obra – Foto: internet

A Tribuna

Uma representação para que sejam investigadas as causas na demora da finalização e entrega das obras da ponte sobre o rio Madeira, no distrito de Abunã, em Rondônia, foi encaminhada ao Ministério Público Federal (MPF) daquele estado pela Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão no Acre.

Segundo o procurador responsável pela representação, Lucas Costa Almeida Dias, pessoas que se deslocam por via terrestre para o Acre, em especial a população acreana, são penalizadas pela dificuldade no desenvolvimento econômico do Acre e de outras regiões afetadas, e a não existência da ponte aumenta as despesas com transporte e dificulta o acesso turístico e comercial da região, já que aumenta o custo e o tempo decorrido para o transporte de pessoas e produtos na região.

Apesar do término das obras previsto para 2017, e das diversas promessas feitas pelo Governo Federal com datas para a finalização, ainda não se tem certeza sobre o término efetivo da obra, nem quanto de verba pública ainda será gasto para isso, sendo que até o momento, os valores aplicados na obra já extrapolaram em muito o orçamento previsto.

A representação deverá ser recebida por membro do MPF que atua na área de Direitos Sociais e Atos Administrativos em Geral em Rondônia, que avaliará as medidas que entender cabíveis para o caso.

Comentários

Flash

Prefeito Jerry anuncia reajuste salarial de quase 5% para servidores efetivos

Publicado

em

O prefeito de Assis Brasil, Jerry Correia, recebeu em seu gabinete a diretoria do Sindicato dos Sevidores Públicos Municipais. Também participaram da reunião o Controlador Interno, Edmilson Júnior, a Secretária de Administração, Pâmela Farias, a Secretária de Educação, Vanderléia Araújo e a Secretária de Finanças, Edilza Fortunato.

Durante a conversa, o chefe do executivo municipal anunciou o reajuste salarial de 4,62% para a categoria, que será pago retroativo ao mês de janeiro.

“Essa gestão tem demonstrado compromisso com os servidores efetivos da administração municipal. Desde que o prefeito Jerry assumiu, já tivemos três reajustes, chegando a quase 25% de aumento salarial”, afirmou Neudo Lopes, presidente do Sindicato dos Servidores Municipais.

O prefeito Jerry lembrou que quando assumiu a gestão do município, os servidores efetivos da municipalidade estavam há mais de uma década sem reajuste salarial.

“Nós tivemos a coragem de discutir na mesa os desafios para melhorar as condições de trabalho e os salários dos servidores. Sempre tratamos a categoria com muito respeito e valorização. Hoje temos um sindicato atuante e que preza pelo diálogo. Assim, em apenas três anos de gestão já concedemos mais aumento salarial do que as duas últimas gestões que, aliás, não aumentaram um centavo nos salários dos servidores”, pontuou o prefeito.

Comentários

Continue lendo

Flash

Em visita à AMAC, Prefeitura de Brasiléia acompanha andamentos de convênios 2024 e trata do consórcio público de resíduos sólidos do estado do Acre

Publicado

em

A prefeitura de Brasiléia, através da Secretaria de Planejamento, realizou na manhã desta terça-feira 20, visita técnica na sede da Associação dos Municípios do Acre (AMAC), onde foi recebida pelo diretor-executivo Marcus Lucena.

O encontro tem por objetivo acompanhar os andamentos dos convênios e projetos voltados para o município de Brasiléia, além de tratar sobre o consórcio público de resíduos sólidos dos municípios de estado do Acre.

A gestão Fernanda Hassem, é reconhecida dentro da Amac, como uma das administrações de alto nível técnico, que colocou a prefeitura nos trilhos em pouco tempo, após assumir o município negativado em quase 90% dos itens que garantiam aptidão para regimentar recursos públicos.

O Secretário de Planejamento de Brasiléia – Francélio Barbosa estava acompanhado do Economista – Névisson Tavares, Engenheiro Civil – Ancelmo Ricardo e a gerente de Convênios – Verônica Chaves.

Comentários

Continue lendo

Flash

Suposto superfaturamento na saúde do Acre: Secretário de saúde responde a acusações

Publicado

em

No embate sobre as acusações de superfaturamento e erros em cirurgias ortopédicas que abalaram a gestão da saúde no Acre, o Secretário de Saúde, Pedro Pascoal, enfrentou o plenário da Assembleia Legislativa do estado nesta terça-feira (20). O ponto do debate foi uma matéria veiculada no programa “Fantástico”, da Rede Globo, no último domingo (18).

Pascoal, que não ocupava o cargo durante a contratação em questão, defendeu veementemente a legalidade do processo licitatório, argumentando que todos os protocolos legais foram seguidos à risca.

Contudo, as acusações de erros médicos em cirurgias ortopédicas, supostamente resultando em procedimentos desnecessários, lançaram uma sombra sobre a gestão. O secretário se comprometeu a investigar a fundo tais alegações e afirmou que, se confirmadas, a empresa responsável será devidamente responsabilizada.

“Eu entendo que tenho responsabilidade sobre essa empresa, uma vez que ela continua prestando serviços para nós”, declarou Pascoal, destacando os esforços da atual gestão para intensificar as fiscalizações e garantir uma execução adequada dos serviços contratados.

Anteriormente, o secretário havia divulgado uma nota técnica reiterando a inexistência de superfaturamento na contratação da empresa MedTrauma. Na nota, também salientou que o governo do Acre e a Sesacre não foram alvo de investigações pela Polícia Federal, diferentemente de outros estados.

Enquanto o embate continua, se aguarda por respostas concretas e a garantia de que a saúde pública do Acre seja tratada com a devida transparência e responsabilidade.

Comentários

Continue lendo






Em alta