fbpx
Conecte-se conosco

Acre

Atrasada há seis anos, reforma do Huerb ainda deve consumir pelo menos mais R$ 9 milhões

Fundado em 1956, com o nome de Unidade de Atendimento e Internação Oswaldo Cruz, o Huerb cresceu e precisou de uma reforma para adequar-se aos novos sistemas de atendimento ao público.

Publicado

em

Segundo o parecer técnico emitido pelos técnicos da Seop, duas propostas foram classificadas, sendo o menor valor da ordem R$ 8,923 milhões e o segundo e maior de R$ 9,100 milhões.

Com Regis Paiva

Enquanto o governador do Estado canta um aumento nos gastos com saúde, a entrega final do Hospital de Urgência e Emergências de Rio Branco (Huerb) parece ser um sonho distante para a população acreana.

_________________

Em uma licitação ainda em aberto, duas empresas estão lutando para ganhar mais uma parte das eternas reformas do hospital.

_________________

As obras de reforma do Huerb e do principal pronto socorro da cidade teve início ainda em 2010 e o prazo de execução era de 14 meses, com o prédio devendo ter sido entregue no primeiro semestre de 2012. Esta obra ainda não foi concluída e uma nova reforma já se inicia.

Mais dinheiro e sem data de finalização

Conforme se verifica no “aviso de julgamento e classificação das propostas de preços concorrência nacional Nº. 017/2018-CEL 01/BIRD/SESACRE”, a nova licitação tem por objeto a “Reforma e Ampliação do Huerb – Enfermarias/Piso Elevado da UTI/Subestação”. Os recursos são oriundos de empréstimo 8442-BR.

_____________________

Segundo o parecer técnico emitido pelos técnicos da Seop, duas propostas foram classificadas, sendo o menor valor da ordem R$ 8,923 milhões e o segundo e maior de R$ 9,100 milhões.

_____________________

O processo ainda está tramitando e somente nesta fase ainda ficará aguardando prazo recursal de cinco dias úteis para as licitantes inconformadas com a decisão interporem recurso. Se não houver recurso, o processo será encaminhado à Sesacre para adjudicação e homologação.

Projeto original da fachada de Reestruturação do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco

A ampliação de um dos principais hospitais da região Norte do Brasil foi o desafio encontrado pelo escritório paranaense WAA Willer Arquitetos Associados ao assumir a responsabilidade de projetar a reestruturação do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), no Acre.

Fundado em 1956, com o nome de Unidade de Atendimento e Internação Oswaldo Cruz, o Huerb cresceu e precisou de uma reforma para adequar-se aos novos sistemas de atendimento ao público.

Após minuciosos estudos e aproveitando a experiência do escritório WAA Willer Arquitetos Associados em obras que envolvem a construção, ampliação e reestruturação de hospitais, o arquiteto Boris Cunha explicou na epoca que os principais objetivos das obras no Huerb partiram da integração do paciente com a rede de atendimento à saúde, criando uma atmosfera de receptividade, abrigo, conforto e bem-estar, eliminando a impressão de uma instituição fria. “Sempre que possível buscamos utilizar cores intensas em certos elementos da arquitetura, paisagismo abundante e materiais com texturas expressivas. As fachadas do Huerb, por exemplo, são, em grande parte, revestidas com alvenaria de tijolos à vista, material muito presente na tradição construtiva local. Obviamente, esta política de ‘humanização’ do ambiente hospitalar não poderia relegar a segundo plano o atendimento aos vários requisitos técnicos que têm de ser observados no projeto de edificações para a saúde”, detalha.

Com a determinação de todas as prioridades, as obras no Huerb tiveram início à sete anos atrás. As intervenções do escritório paranaense começaram pela construção de uma ala vertical de sete pavimentos, com três unidades de internamento convencional, quartos para isolamento e UTI, agregando cem novos leitos e um heliponto à estrutura original do Huerb. “Com a conclusão dessa etapa das obras, prevista para o final deste ano, o Huerb reassumirá um lugar de destaque no segmento hospitalar no Brasil, se tornando um centro de excelência em urgência e emergência do Norte do país e dando ao Estado do Acre uma importante ferramenta para o desenvolvimento social de sua população”, completa.

Comentários

Continue lendo

Acre

Governo entrega agasalhos para internos dos centros socioeducativos do estado

Publicado

em

Por

Para garantir a assistência adequada aos internos diante da mudança de temperaturas que atingiu o estado, o Instituto Socioeducativo do Acre (ISE) avaliou a necessidade de fornecer agasalhos em todos os centros socioeducativos do Acre.

E nesta quarta-feira, 29, a solicitação do instituto foi prontamente atendida pelo governo do Estado, por meio da Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, Secretaria de Governo (Segov), Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor do Acre (Procon/AC), e Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos do Estado (SEASDH), que realizaram o ato de entrega no Centro Socioeducativo Aquiry.

Coordenador da Defesa Civil Estadual, o cel. Carlos Batista realizou a entrega ao diretor executivo do ISE, Maurício Pinheiro. Foto: José Caminha/Secom

“Viemos aqui no ISE, fazer a entrega de 150 agasalhos masculinos e 100 agasalhos femininos. São roupas novas, que foram arrecadadas na campanha Juntos pelo Acre. Estamos passando pelo momento de friagens, de baixas temperaturas, e essa entrega com certeza será bem-vinda para esses jovens, pois muitos deles vêm do interior do estado para cá, não trazem roupas adequadas, às vezes não trazem nem roupa, só a do corpo mesmo. Então, acredito que serão bem usadas por eles nesses dias mais frios”, destacou o coordenador da Defesa Civil Estadual, cel. Carlos Batista.

Sobre a necessidade do fornecimento dos agasalhos e outras ações de governo para os internos, o diretor-executivo operacional, Maurício Pinheiro, explica que os centros cuidam de jovens em que sua grande maioria de origem humilde e as ações de governo desenvolvidas com eles e suas famílias são de suma importância para a ressocialização e reeducação desses jovens, que é o objetivo da socioeducação.

Donativos irão atender os quatros centros socioeducativos do estado. Foto: José Caminha/Secom

“Essa foi uma necessidade avaliada pelo instituto, que solicitou junto ao governo, e nós do ISE nos sentimos muito gratificados, pela pronta resposta que tivemos diante dessa necessidade. A gente sabe que essas ações de entrega e atenção a algumas necessidades passam por uma série de processos administrativos que são exigidos em lei, que é o correto, mas dessa vez fomos rapidamente atendidos e isso é muito gratificante. Por isso, quero parabenizar a todos os gestores e organizadores que estão à frente do programa Juntos pelo Acre, que proporcionaram essa entrega hoje”, destacou Pinheiro.

Com relação ao papel que o ISE desenvolve na sociedade, o diretor explicou ainda que: “O objetivo da socioeducação não é só o cumprimento da medida em si, em razão do ato infracional que eles perpetraram antes de entrar aqui, mas principalmente dar um novo objetivo, um novo foco de vida para esses adolescentes. E essas ações são um reconhecimento, em que os adolescentes se sentem acolhidos e abraçados pelo governo quando veem as necessidades básicas deles sendo atendidas”, explica Pinheiro.

Fonte: Governo AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Elzinha Mendonça questiona efetividade do Programa Asfalta Rio Branco

Publicado

em

Por

Durante uma sessão realizada nesta quarta-feira, 29, na Câmara Municipal de Rio Branco, a vereadora Elzinha Mendonça usou a tribuna para discutir sobre o projeto “Asfalta Rio Branco”, e expressou sua preocupação com a efetividade do programa em atender às necessidades da população. A vereadora criticou a abordagem do projeto, que segundo ela, tem se concentrado apenas nas ruas principais, e negligência as secundárias.

“Se ele for executado para realmente trazer o benefício para a população, que é tapar os buracos da nossa cidade eu tenho certeza que será um projeto de muita valia para nossa cidade, mas ocorre que a população tem chamado o projeto de Maquia Rio Branco, porque esse serviço que está sendo feito está somente contemplando de forma não tão grande as ruas principais e deixando as ruas secundárias e as pessoas na mesma situação grave que é os buracos eternos.”

Ainda em relação ao programa, Mendonça também abordou sua posição e se colocou contra em relação a empréstimos, argumentando que a prefeitura possui recursos próprios para financiar projetos como esse. Ela também esclareceu a diferença entre superavit e empréstimos.

“Sempre serei contra empréstimo, porque eu acredito que a prefeitura municipal tem recurso próprio, como de fato configurou, porque hoje estaremos votando aqui projetos executivos que são superávits, é bom que se esclareça para a população de Rio Branco que o superávit são excessos de arrecadação do município, não são empréstimos.”

Além disso, Mendonça também falou sobre a câmara municipal se manter independente da em relação à prefeitura, e ressaltou que seu papel é cobrar e fiscalizar o executivo municipal para garantir que os interesses da população sejam atendidos.

“Quando se é um benefício para a população nós precisamos estar juntos porque esse é o papel da câmara municipal e não se diminuir sendo puxadinho da prefeitura, isso eu nunca vou concordar. Acredito na seriedade da câmara municipal, de todos os vereadores, que façam um trabalho que traga benefício para a população porque, não faria sentido existir um poder independente, nosso papel é cobrar e fiscalizar o executivo municipal que é a prefeitura.”

Mendonça finalizou relatando suas visitas às associações “Amigos do Peito” e “Família Azul”, onde alegou verificar o uso das emendas parlamentares destinadas às entidades, e parabenizou o trabalho e iniciativas realizadas pelas organizações.

“O trabalho feito ali com aquelas pessoas, que vem do município quando chegam ali naquela entidade, elas são bem tratadas, são acolhidas por aquelas pessoas que ali trabalham, então fiquei muito feliz e me coloquei à disposição de contribuir de outras formas em outros momentos, como também visitei ali a família azul onde fazem um trabalho essencial para as pessoas que têm autismo.”

Fonte: Câmara Municipal de Rio Branco – AC

Comentários

Continue lendo

Acre

Vereador Samir Bestene pede quebra molas em frente as escolas do Município

Publicado

em

Por

O vereador Samir Bestene, durante uma sessão realizada na quarta-feira, 29, na Câmara Municipal de Rio Branco, comentou sobre as decisões políticas dos partidos em relação à candidatura a prefeito de Rio Branco, mencionando o apoio do PP ao prefeito Tião Bocalom e do MDB ao candidato Marcos Alexandre. Ele destacou a necessidade de cada partido seguir seu caminho, alegando que a política é uma questão de escolha individual e partidária.

“Cada executivo e cada partido toma as suas decisões, nós vamos seguir com o prefeito Tião Bocalom, como o MDB abraçou o candidato Marcos Alexandre, então cada um vai tomando o seu caminho.”

O vereador também falou sobre a divulgação do apoio político nacional aos candidatos, e mencionou o apoio do atual presidente Lula ao candidato Marcos Alexandre do MDB e a visita do ex-presidente Bolsonaro ao prefeito Bocalom, argumentando a transparência por parte dos partidos em relação aos seus apoios e posicionamentos políticos.

“Já vi, várias notinhas em coluna criticando a mesa aqui quando a gente fala de pautas federais, pautas nacionais, mas só para lembrar as pessoas, que pautas nacionais afetam também a nossa querida Rio Branco, vem diretamente aqui na nossa cidade.”

Bestene também usou a tribuna para se posicionar a favor em relação à decisão do Congresso Nacional sobre a saída de detentos em datas comemorativas, elogiando a derrubada do veto presidencial. “Parabéns ao congresso tomou uma atitude correta, são atitudes assim que a população espera de políticos sérios, de políticos que tem compromisso com a população brasileira.”

O vereador finalizou fazendo indicações de melhorias de infraestrutura para alguns bairros e ruas da cidade e pediu à RBTrans para instalar quebra-molas e sinalizações em frente às escolas, como medida preventiva para evitar acidentes em Rio Branco.

“É uma forma de evitar acidentes, nós sabemos que grande parte dos acidentes é por imprudência do condutor, e se nós temos meios para que isso não aconteça, a gente solicita novamente que o RBtrans possa ir nessas escolas e desburocratize a instalação desse quebra mola que é um problema sério na nossa cidade.”

 (Por Fernanda Maia, estagiária de Jornalismo na CMRB)

Fonte: Câmara Municipal de Rio Branco – AC

Comentários

Continue lendo